Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Carvão russo é banido por uma das principais fornecedoras de energia do Japão

© REUTERS / Ilya NaymushinEm Krasnoyarsk, na Rússia, homens caminham ao lado de vagões carregados com carvão, em 26 de novembro de 2014
Em Krasnoyarsk, na Rússia, homens caminham ao lado de vagões carregados com carvão, em 26 de novembro de 2014 - Sputnik Brasil, 1920, 09.04.2022
Nos siga noTelegram
A empresa japonesa Kyushu Electric Power, umas das maiores companhias de fornecimento de energia do Japão, decidiu não comprar mais carvão russo em 2022. A medida se deve ao aumento da pressão de sanções contra a Rússia.
Conforme publicou a emissora japonesa NHK, no último ano fiscal, a Kyushu Electric Power comprou da Rússia cerca de 8% do carvão necessário para suas usinas de energia.
A companhia não tem contratos de longo prazo com a Rússia e não assinou nenhum contrato de curto prazo com empresas russas desde o início da operação militar especial na Ucrânia.
A decisão da empresa japonesa demonstra que a Kyushu Electric Power já encontrou fornecedores alternativos de carvão.
© Tingshu WangUsina a carvão em Shenyang, na província de Liaoning, China, 29 de setembro de 2021
Usina a carvão em Shenyang, na província de Liaoning, China, 29 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.04.2022
Usina a carvão em Shenyang, na província de Liaoning, China, 29 de setembro de 2021
Mais cedo, a NHK publicou que o ministro do Comércio, Economia e Indústria do Japão, Hagiuda Koichi, anunciou que o país pretende reduzir sua dependência sobre as importações de carvão russo com o objetivo de zerar totalmente a compra do produto no futuro. O ministro apontou que o Japão está implementando medidas em coordenação com o G7.
Desde o início da operação militar russa na Ucrânia, em 24 de fevereiro, os EUA e seus países aliados ampliaram as sanções econômicas contra a Rússia, incluindo setores como tecnologia e energia.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала