Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Reino Unido está há 5 anos preparando militarmente Ucrânia para aderir à OTAN

© REUTERS / Tom NicholsonBen Wallace, secretário de Defesa do Reino Unido
Ben Wallace, secretário de Defesa do Reino Unido - Sputnik Brasil, 1920, 23.03.2022
Nos siga noTelegram
Ben Wallace, secretário de Defesa do Reino Unido, aparentemente foi vítima de trolladores russos que se passaram pelo primeiro-ministro ucraniano Denis Shmygal em uma videochamada que teria acontecido no dia 17 de março.
Na segunda-feira (21), os trolladores russos publicaram uma parte da conversa, que durou 22 minutos e que mostra Wallace falando com um dos trolladores sobre "continuar o programa nuclear" ucraniano para se proteger da Rússia.
"É uma questão difícil, mas pensamos em dar início [ao plano de continuar o programa nuclear]", diz um dos trolladores para Wallace.
No desenrolar da conversa, o secretário britânico sugere que Londres poderia estar pronta para ajudar a Ucrânia a desenvolver armas nucleares, escreve RT.
Afirmando estar na Polônia no momento da ligação, o secretário britânico comentou que o desejo ucraniano de desenvolver seu programa nuclear ocasionaria o ódio da Rússia: "Eu acho que mais do que ficar neutra, a Rússia odiaria muito isso."
Mesmo sugerindo que a Rússia odiaria a ideia, o secretário Wallace prometeu ao trollador, que se passava pelo primeiro-ministro ucraniano, que conversaria com o premiê britânico Boris Johnson sobre a questão.
Em outro trecho da conversa, Wallace confirma o interesse do Reino Unido na questão da adesão da Ucrânia à OTAN e que, para que a filiação aconteça, especialistas militares britânicos são enviados à Ucrânia ao longo dos últimos cinco anos para "chegar à etapa correta".
Boris Jonhson, primeiro-ministro do Reino Unido, e Vladimir Zelensky, presidente da Ucrânia, no consulado britânico em Nova York, EUA, 22 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 20.03.2022
Panorama internacional
Johnson reitera disponibilidade em acolher Zelensky no Reino Unido
Vale ressaltar que Wallace confirmou o fornecimento de 4.000 sistemas de armas antitanque leves NLAW para o Exército ucraniano, apesar do desgaste do arsenal destes complexos do próprio Reino Unido.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала