Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Embaixada russa nos EUA condena 'mentiras' da imprensa sobre supostos 'campos de filtragem'

© AP Photo / J. Scott ApplewhiteParte da Embaixada russa nos EUA, em Washington.
Parte da Embaixada russa nos EUA, em Washington. - Sputnik Brasil, 1920, 21.03.2022
Nos siga noTelegram
A Embaixada da Rússia nos Estados Unidos condenou a versão de autoridades ucranianas repercutida na mídia norte-americana sobre uma suposta criação de "campos de filtragem" por militares russos em Mariupol.

"A falta de profissionalismo e as mentiras ultrapassam todas as fronteiras. A imprensa opera com o princípio da 'guerra da informação'. Ressaltamos: nesse caso, estamos falando de postos de controle para civis que saem da zona de hostilidades", afirmou a embaixada em comunicado.

Segundo a nota, militares das Forças Armadas da Rússia inspecionam cuidadosamente os veículos que se dirigem para regiões seguras a fim de evitar operações de sabotagem dos batalhões nacionalistas ucranianos.
"Deteremos todos os bandidos e fascistas. Os militares russos não criam barreiras para a população civil, mas ajudam a sobreviver, fornecem alimentos e remédios", declarou.
A representação diplomática ainda escreveu que a mídia norte-americana "deveria se concentrar nas ações criminosas das Forças Armadas da Ucrânia", que, conforme a nota, "usam seus próprios cidadãos como 'escudo humano' e colocam armas pesadas nas áreas residenciais de Mariupol".
Mulher segura smartphone com logotipo da Meta diante de um fundo com outro logotipo da empresa em 28 de outubro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 21.03.2022
Panorama internacional
Facebook e Instagram são proibidos na Rússia por extremismo
Nesta segunda-feira (21), o chefe do Centro de Gerenciamento de Defesa Nacional da Rússia, Mikhail Mizintsev, afirmou que Kiev ordenou aos batalhões nacionalistas que deixassem Mariupol em pequenos grupos, disfarçados de civis.
De acordo com ele, as autoridades ucranianas determinaram que os batalhões utilizassem "todos os meios disponíveis" para deixar a cidade disfarçados, vestidos com roupas civis, inclusive por corredores humanitários.

"Os bandidos imediatamente começaram a cumprir essa ordem. Em 20 de março, os terroristas do Batalhão Azov mataram os pais de duas crianças menores de idade e, escondendo-se atrás dessas mesmas crianças, em um carro pertencente à família, tentaram passar pelo corredor humanitário em Zaporozhie, mas foram identificados e prontamente detidos pelos militares russos, e as crianças foram salvas", disse Mizintsev.

Presidente dos EUA, Joe Biden, durante reunião do Comitê Nacional do Partido Democrata em Washington, 10 de março de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 21.03.2022
Panorama internacional
Biden nega que EUA tenham armas biológicas e acusa Putin de estudar usá-las (VÍDEO)
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала