Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

MD russo: Kiev ordenou a batalhões nacionalistas que se disfarçassem de civis para deixar Mariupol

© REUTERS / Aleksandr ErmochenkoMembros do serviço de tropas pró-Rússia caminham ao longo de uma estrada durante o conflito Ucrânia-Rússia em uma estrada perto da cidade portuária sitiada de Mariupol, Ucrânia 21 de março de 2022
Membros do serviço de tropas pró-Rússia caminham ao longo de uma estrada durante o conflito Ucrânia-Rússia em uma estrada perto da cidade portuária sitiada de Mariupol, Ucrânia 21 de março de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 21.03.2022
Nos siga noTelegram
Rússia acusa combatentes nacionalistas que operam na Ucrânia de usar civis como "escudo humano" e ordenar que militantes que lutam em Mariupol se tornem "mártires".
Nesta segunda-feira (21), o chefe do Centro de Gerenciamento de Defesa Nacional da Rússia, Mikhail Mizintsev, disse que Kiev "hipocriticamente" ordenou aos batalhões nacionalistas que deixassem Mariupol em pequenos grupos disfarçados de civis.
Segundo ele, as autoridades ucranianas ordenaram aos batalhões que utilizassem todos os meios disponíveis para deixar a cidade disfarçados e vestidos com roupas civis, inclusive por corredores humanitários.
"Os bandidos imediatamente começaram a cumprir essa ordem. Em 20 de março, os terroristas do Batalhão Azov mataram os pais de duas crianças menores de idade e, escondendo-se atrás dessas mesmas crianças, em um carro pertencente à família, tentaram passar pelo corredor humanitário em Zaporozhie, mas foram identificados e prontamente detidos pelos militares russos, e as crianças foram salvas", afirmou Mizintsev.
O chefe de gerenciamento ainda disse que mais de 60.000 moradores de Mariupol foram resgatados e, depois de chegarem à Rússia, "falaram abertamente sobre todas as atrocidades em massa e crimes perpetrados pelos nacionalistas".
"Todos eles serão cuidadosamente investigados, os responsáveis ​​serão encontrados e certamente receberão a punição merecida pelas atrocidades que cometeram", complementou Mizintsev.
Em Mariupol, na República Popular de Donetsk (RPD), um carro com residentes locais é visto deixando a cidade com um tanque militar ao fundo, em 24 de fevereiro de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 21.03.2022
Panorama internacional
'Tribunal julgará crimes de nacionalistas ucranianos' em Mariupol, alerta representante da RPD
No domingo (20), a vice-premiê da Ucrânia, Irina Vereshchuk, respondeu de forma negativa à oferta do Ministério da Defesa russo sobre a rendição de Mariupol e a evacuação dos civis na cidade, conforme noticiado.
Ajuda humanitária da Rússia para os habitantes de Mariupol - Sputnik Brasil, 1920, 21.03.2022
Panorama internacional
Rússia envia mais de 150 toneladas de ajuda humanitária a Mariupol
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала