Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Rússia destruiu 2.482 alvos militares na Ucrânia até agora, informa MD russo

© Sputnik / Maxim Blinov Helicóptero russo Ka-52 Alligator no fórum técnico-militar internacional EXÉRCITO 2016
Helicóptero russo Ka-52 Alligator no fórum técnico-militar internacional EXÉRCITO 2016 - Sputnik Brasil, 1920, 08.03.2022
Nos siga noTelegram
O Ministério da Defesa da Rússia informou que, desde o início da operação especial na Ucrânia, foram destruídos 2.482 alvos militares.
"Desde o início da operação foram destruídos 2.482 alvos militares ucranianos. Dentre eles: 87 centros de comando e de comunicação das forças ucranianas, 124 sistemas de mísseis, incluindo S-300, Buk M-1 e Osa, bem como 79 estações de radar", afirmou Igor Konashenkov, representante oficial do Ministério da Defesa da Rússia.
A Força Aeroespacial russa, por sua vez, destruiu 158 alvos militares em 24 horas de operação no território ucraniano.
"Nas últimas 24 horas, os bombardeiros e aviões de assalto da Força Aeroespacial da Rússia destruíram 158 alvos militares no território ucraniano", afirmou.
Konashenkov adicionou que também foram destruídos 866 tanques e outros veículos de combate, 91 lançadores múltiplos de foguetes, 317 peças de artilharia e morteiros, 634 veículos militares especiais e 81 drones.
Lançador múltiplo de foguetes BM-21 Grad em Devichki, região de Kiev, Ucrânia - Sputnik Brasil, 1920, 08.03.2022
Panorama internacional
Ex-núncio sobre a Ucrânia: 'Não nos devemos deixar levar por falsificações óbvias da mídia'
Em 24 de fevereiro, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, anunciou o início de uma operação especial da Rússia na Ucrânia.
Entre os principais objetivos da operação estão a "desmilitarização e desnazificação da Ucrânia" para proteger a população da região de Donbass e para prevenir um ataque contra a Rússia a partir do território da Ucrânia em meio às ações agressivas da OTAN e avanço do bloco para o leste europeu.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала