Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Putin assina decreto sobre medidas econômicas especiais para proteger economia da Rússia

© Sputnik / SPUTNIKO presidente russo Vladimir Putin participa de uma reunião com pessoal de voo, estudantes e funcionários da Aeroflot Aviation School nos subúrbios de Moscou, Rússia, em 5 de março de 2022
O presidente russo Vladimir Putin participa de uma reunião com pessoal de voo, estudantes e funcionários da Aeroflot Aviation School nos subúrbios de Moscou, Rússia, em 5 de março de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 08.03.2022
Nos siga noTelegram
Visando assegurar as transações russas com comércio exterior após uma série de sanções, governo russo impõe algumas restrições em negociações de exportação e importação.
Nesta terça-feira (8), o líder russo, Vladimir Putin, assinou um decreto introduzindo medidas econômicas especiais para aumentar a segurança da Rússia no comércio exterior.
O decreto permite que o governo imponha restrições às exportações e importações para Moscou de produtos e matérias-primas em relação a determinados países, cuja lista será definida posteriormente.

"Para garantir a segurança da Federação da Rússia e o funcionamento ininterrupto da indústria manufatureira, ordeno [...] aplicar medidas econômicas especiais até 31 de dezembro de 2022, [incluindo] a proibição da exportação e importação para a Federação da Rússia de produtos e [ou] matérias-primas de acordo com a lista determinada pelo governo", diz o documento.

O decreto também estipula que tais medidas não se aplicarão a produtos e matérias-primas exportados da Rússia ou importados para o país por cidadãos russos, cidadãos estrangeiros e apátridas para uso pessoal.
O governo foi incumbido de determinar as listas de Estados estrangeiros que estarão sujeitos a restrições às importações e exportações no prazo de dois dias.
Após o começo da operação militar especial russa na Ucrânia no dia 24 de fevereiro, Moscou sofreu uma série de sanções por parte do Ocidente.
O presidente dos EUA, Joe Biden, anuncia sanções contra a Rússia durante discurso na Casa Branca, em Washington, em 8 de março de 2022. - Sputnik Brasil, 1920, 08.03.2022
Panorama internacional
Biden anuncia proibição das importações de petróleo e gás da Rússia para os EUA
No entanto, o presidente russo iniciou a operação militar para "desmilitarização e desnazificação da Ucrânia", a fim de proteger a população da região de Donbass, e para prevenir um ataque contra a Rússia a partir do território da Ucrânia em meio a ações agressivas da OTAN e avanço do bloco para o Leste Europeu.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала