Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Candidatar-se à OTAN desestabilizaria a situação de segurança, diz primeira-ministra sueca

© REUTERS / LEHTIKUVAA primeira-ministra da Suécia, Magdalena Andersson, fala à mídia do lado de fora da residência oficial da primeira-ministra finlandesa, Sanna Marin, Kesaranta em Helsinque, Finlândia, 5 de março de 2022
A primeira-ministra da Suécia, Magdalena Andersson, fala à mídia do lado de fora da residência oficial da primeira-ministra finlandesa, Sanna Marin, Kesaranta em Helsinque, Finlândia, 5 de março de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 08.03.2022
Nos siga noTelegram
Historicamente neutra, a Suécia viu parte de sua opinião pública acenar para uma possível adesão à OTAN em face ao escalonamento das tensões geopolíticas envolvendo Rússia, Ucrânia e a Aliança Atlântica.
Um pedido sueco para adesão à OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte) desestabilizaria a atual situação de segurança na Europa, disse a primeira-ministra sueca Magdalena Andersson nesta terça-feira (8).
"Se a Suécia optar por enviar um pedido de adesão à OTAN, na atual situação, isso desestabilizaria ainda mais esta área da Europa e aumentaria as tensões", disse Andersson a repórteres.
De acordo com uma pesquisa publicada pela Bloomberg, na sexta-feira (4), a maioria dos suecos se manifestou a favor da adesão do país à OTAN em uma mudança de opinião impulsionada pela crise geopolítica na Ucrânia.
Em comparação com uma pesquisa realizada em fevereiro, o apoio à adesão cresceu em nove pontos percentuais atingindo 51% favoráveis, 27% contrários à adesão e 22% de abstenções.
Militares das Forças Armadas da Suécia na ilha de Gotlândia, Suécia. - Sputnik Brasil, 1920, 28.02.2022
Panorama internacional
Suécia enviará armamentos e US$ 52 milhões à Ucrânia
O ministro da Defesa da Suécia, Peter Hultqvist, afirmou na ocasião que mudar a doutrina de defesa de um país é uma "grande decisão".
"Então, você não faz isso da noite para o dia e não pode fazer isso por causa de pesquisas de opinião", afirmou ele a repórteres.
O ministro observou que a Suécia está fazendo investimentos consideráveis em suas próprias Forças Armadas e aprofundando a colaboração com outras nações.
Suécia e Finlândia são parceiros da OTAN desde meados da década de 1990 e embora tenham virado a página de sua neutralidade no final da Guerra Fria, até o momento, ambos os Estados descartaram a possibilidade de se tornarem membros da aliança.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала