Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Defesa russa: após fim do cessar-fogo em Mariupol forças da RPD avançaram quase 1 km

© Sputnik / Aleksei KudenkoFumaça nos arredores de Mariupol, foto publicada em 8 de março de 2022
Fumaça nos arredores de Mariupol, foto publicada em 8 de março de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 08.03.2022
Nos siga noTelegram
Igor Konashenkov, representante oficial do Ministério da Defesa da Rússia, notou que as forças ucranianas e nacionalistas tiveram que recuar de 800 a 900 metros em Mariupol após o fim do cessar-fogo.
Os agrupamentos militares das repúblicas populares de Donbass e as Forças Armadas da Rússia avançaram a caminho da tomada de Mariupol das forças ucranianas e nacionalistas, relatou na terça-feira (8) o general-major Igor Konashenkov.
"O agrupamento militar da República Popular de Lugansk, continuando o avanço, tomou controle as localidades de Pudovka e Nizhnee. As divisões da Milícia Popular da República Popular de Donetsk passaram a controlar as localidades de Olenovka, Polnoe e Yuzhnodonbasskoe. As divisões das Forças Armadas da Rússia assumiram o controle das localidades de Peredovoe e Kariernaya", de acordo com o representante oficial do Ministério da Defesa da Rússia.
Ele observou que após o fim do cessar-fogo em Mariupol as forças da República Popular de Donetsk avançaram mais cerca de 800-900 metros.
Helicóptero russo Ka-52 Alligator no fórum técnico-militar internacional EXÉRCITO 2016 - Sputnik Brasil, 1920, 08.03.2022
Panorama internacional
Rússia destruiu 2.482 alvos militares na Ucrânia até agora, informa MD russo
No total, Konashenkov indicou que já quase 2.600 alvos militares da Ucrânia foram destruídos desde o começo da operação especial da Rússia no país.
"No total, durante a operação foram destruídos 2.581 objetos da infraestrutura militar da Ucrânia, entre eles 90 postos de comando das Forças Armadas ucranianas, 123 sistemas de defesa antiaérea S-300, Buk M-1 e Osa, e também 81 radares", disse, e referiu que o mesmo aconteceu a 897 tanques e outros veículos militares blindados, 95 lançadores múltiplos de foguetes, 336 unidades de artilharia e morteiros de campo, 662 unidades de veículos militares especiais, e 84 drones.
Segundo o representante do Ministério da Defesa russo, a Força Aérea da Rússia eliminou 32 objetos militares da Ucrânia durante esta terça-feira (8), compostos por quatro postos de comando, três radares, dois depósitos de combustível e 23 áreas de concentração de armas e equipamentos militares.
O presidente russo anunciou em 24 de fevereiro o lançamento de uma "operação militar especial" na Ucrânia, dizendo que as repúblicas populares de Donetsk e Lugansk, anteriormente reconhecidas por Moscou como Estados soberanos, precisam de ajuda diante do "genocídio" protagonizado por Kiev. Um dos objetivos fundamentais desta operação, segundo Putin, é "a desmilitarização e desnazificação" da Ucrânia.
O presidente russo pediu aos uniformizados e civis na Ucrânia que não resistissem a esta operação e alertou que a Rússia responderá imediatamente a qualquer força externa que a ameace ou atrapalhe.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала