Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.
Soldado das Forças Armadas da Ucrânia em um veículo de combate na região de Donetsk - Sputnik Brasil

Sexto dia da operação russa de desmilitarização da Ucrânia

Nos siga noTelegram
A Rússia anunciou nesta quinta-feira (24) o início de uma operação militar especial na Ucrânia depois de as repúblicas populares de Donetsk e Lugansk terem solicitado proteção contra ataques intensificados do Exército ucraniano.
Em declaração nesta quinta-feira (24), o presidente russo, Vladimir Putin, anunciou o início de uma operação militar especial na região de Donbass, onde ficam as repúblicas populares de Donetsk e Lugansk (RPD e RPL, respectivamente).
A Defesa russa informou que as Forças Armadas do país não realizam ataques aéreos, de foguetes ou de artilharia contra as cidades da Ucrânia.
As tensões entre os dois países já vinham aumentando nos últimos meses, devido a uma aproximação da Ucrânia com a Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) e à possibilidade de instalação de poderosos armamentos ocidentais perto das fronteiras russas.
Conteúdo
Antigas primeiroRecentes primeiro
01:46 02.03.2022
American Express deixa de cooperar com bancos russos sujeitos a sanções
A multinacional de serviços financeiros American Express anunciou, nesta terça-feira (1º), que está suspendendo a cooperação com bancos russos sujeitos a sanções devido à crise na Ucrânia.
01:23 02.03.2022
Uma aeronave da principal companhia aérea russa, a Aeroflot, é vista em Colomiers, perto de Toulouse, na França, em 26 de setembro de 2017. - Sputnik Brasil, 1920, 02.03.2022
Panorama internacional
EUA seguem Europa e banem voos russos em seu espaço aéreo (VÍDEO)
23:31 01.03.2022
O presidente Joe Biden faz seu discurso do Estado da União, Congresso norte-americano, em Washington, em 1º de março de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 01.03.2022
Panorama internacional
'Putin fez péssimo cálculo e agora sabe que está isolado', diz Biden em pronunciamento (VÍDEO)
22:42 01.03.2022
Boeing anuncia suspensão de serviços de peças, manutenção e apoio técnico a companhias russas
22:22 01.03.2022
Exxon Mobil deixará de operar em Sakhalin-1 e não investirá em novos projetos na Rússia
A empresa de energia americana Exxon Mobil suspenderá as operações em seu projeto Sakhalin-1 na Rússia e encerrará os investimentos russos, em resposta à operação militar em andamento do país na Ucrânia, informou a empresa em comunicado.
21:39 01.03.2022
Rússia continuará aprofundando cooperação com América Latina apesar das sanções
O embaixador russo em Caracas, Sergei Melik-Bagdasarov, disse à Sputnik que a cooperação de Moscou com a Venezuela e outros países latino-americanos não era oportunista e que a Rússia continuará a aprofundar a cooperação apesar das sanções ocidentais.
"Continuaremos intensificando a cooperação mesmo diante de medidas coercitivas unilaterais ilegais dos Estados Unidos e países europeus", disse ele.
21:29 01.03.2022
EUA devem banir aeronaves russas do espaço aéreo americano
O governo Joe Biden deve seguir o mesmo caminho da União Europeia e proibir companhias russas no espaço aéreo dos EUA, informou o The Wall Street Journal, nesta terça-feira (1º).
De acordo com o veículo, a ordem deve ser emitida nas próximas 24 horas e se aplicará a todas as aeronaves de propriedade e operação russas.
20:41 01.03.2022
Petrolífera italiana vai vender participação em gasoduto que liga Rússia à Turquia
A gigante petrolífera italiana Eni vai vender sua participação no gasoduto Blue Stream, que liga a Rússia à Turquia, anunciou, nesta terça-feira (1º), um porta-voz da empresa, após as rivais BP e Shell encerrarem projetos ligados a Moscou. A companhia detém 50% do capital da Blue Stream.
19:50 01.03.2022
Ministra das Finanças do Canadá alerta aliados para 'efeitos colaterais' de sanções contra a Rússia
Nesta terça-feira (1º), a ministra das Finanças e vice-premiê do Canadá alertou que seu país e os países aliados ocidentais podem sofrer efeitos adversos em suas economias após as sanções impostas à Rússia em resposta à operação militar especial de Moscou na Ucrânia.
"Se estamos realmente determinados a ficar ao lado da Ucrânia [...] tenho que ser honesta com os canadenses, que pode haver algum dano colateral", disse.
O Canadá, assim como diversos países europeus e os Estados Unidos, têm anunciado sucessivas sanções econômicas contra a Rússia após o anúncio da operação militar russa na Ucrânia.
19:26 01.03.2022
Em Moscou, na Rússia, consumidores caminham em frente a uma revendedora da Apple, em 28 de novembro de 2014 - Sputnik Brasil, 1920, 01.03.2022
Panorama internacional
Apple bane download de aplicativos da RT e Sputnik fora da Rússia
19:26 01.03.2022
Banco Mundial prepara pacote de auxílio financeiro de US$ 3 bilhões à Ucrânia
Nesta terça-feira (1º), o Banco Mundial anunciou que está preparando um pacote de auxílio financeiro de US$ 3 bilhões (cerca de R$ 15,5 bilhões) para a Ucrânia nos próximos meses. Já o Fundo Monetário Internacional (FMI) está avaliando pedidos de financiamento de emergência para o país, disseram o presidente do Banco Mundial, David Malpass, e a diretora-gerente do FMI, Kristalina Georgieva, em comunicado conjunto.
"Nossas instituições estão trabalhando juntas para apoiar a Ucrânia nas frentes de financiamento e políticas e estão aumentando urgentemente esse apoio. Estamos em contato diário com as autoridades sobre as medidas de crise [...]. No Banco Mundial, estamos preparando um pacote de apoio de US$ 3 bilhões [cerca de R$ 15,5 bilhões] nos próximos meses, começando com uma operação de apoio orçamentário rápido de pelo menos US$ 350 milhões [cerca de R$ 1,8 bilhão] que será submetida ao Conselho para aprovação esta semana, seguida por US$ 200 milhões [cerca de R$ 1 bilhão] em apoio rápido para saúde e educação", diz o comunicado.
O Conselho do FMI pode considerar o pedido de financiamento de emergência da Ucrânia por meio do Instrumento de Financiamento Rápido já na próxima semana, ainda segundo a declaração. O FMI também continua trabalhando em um programa para a Ucrânia, segundo o qual mais US$ 2,2 bilhões (cerca de R$ 11,3 bilhões) estarão disponíveis até o final de junho deste ano.
18:57 01.03.2022
Veículos da emissora russa RT são vistos no centro de Moscou, na Rússia, em 18 de março de 2018 - Sputnik Brasil, 1920, 01.03.2022
Panorama internacional
Plataforma de streaming de empresa estatal uruguaia suspende transmissão do RT
18:54 01.03.2022
Ford anuncia suspensão das operações na Rússia 'imediatamente'
Nesta terça-feira (1º), a montadora norte-americana Ford anunciou em comunicado oficial a suspensão de suas atividades na Rússia em resposta à operação especial militar russa na Ucrânia.
"Como parte da comunidade global, a Ford está profundamente preocupada com a invasão da Ucrânia e as ameaças resultantes à paz e à estabilidade. A situação nos obrigou a reavaliar nossas operações na Rússia", diz a declaração no site da empresa.
A Ford explica que "reduziu significativamente suas operações" na Rússia nos últimos anos e que tais atividades se concentram hoje na fabricação de vans comerciais e vendas através de uma joint venture.
"Dada a situação, informamos hoje [terça-feira, 1º] nossos parceiros na joint venture que estamos suspendendo nossas operações na Rússia, com efeito imediato, até novo aviso", aponta a montadora.
Após o anúncio da operação militar especial russa em resposta ao pedido de assistência das repúblicas populares de Donetsk e Lugansk - recém-reconhecidas por Moscou - diversos países, organizações e empresas anunciaram sanções contra a Rússia. É caso da suspensão mídias russas na Europa, o fechamento do espaço aéreo europeu para companhias aéreas russas e o banimento de equipes da Rússia de competições da FIFA e da UEFA.
17:03 01.03.2022
Em conversa com Putin, Maduro apoia operação especial da Rússia na Ucrânia
Nesta terça-feira (1º), o presidente venezuelano, Nicolás Maduro, em conversa telefônica com o presidente russo, Vladimir Putin, expressou "forte apoio" à operação especial militar da Rússia na Ucrânia. Segundo comunicado do Kremlin, Maduro, de quem partiu a iniciativa da conversa, também condenou o que classificou como "ações desestabilizadoras" dos Estados Unidos e da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN).
"Nicolás Maduro expressou forte apoio às ações decisivas da Rússia, condenou a atividade desestabilizadora dos Estados Unidos e da OTAN e enfatizou a importância de combater a campanha de mentiras e desinformação lançada pelos países ocidentais", diz o comunicado.
Putin falou com Maduro sobre a situação da Ucrânia, enfatizando que o objetivo da operação especial é proteger a população civil de Donbass, o reconhecimento de Kiev das repúblicas populares de Donetsk e Lugansk, assim como a soberania russa sobre a Crimeia, a desmilitarização e a desnazificação do Estado ucraniano, garantindo seu status neutro e não nuclear.
Em Moscou, o presidente russo, Vladimir Putin, e o presidente venezuelano, Nicolás Maduro, caminham no Kremlin, em 25 de setembro de 2019 - Sputnik Brasil
14:19 01.03.2022
Canadá proíbe navios russos em portos e águas canadenses
Nesta terça-feira (1º), o ministro dos Transportes do Canadá, Omar Alghabra, anunciou o banimento de navios russos - incluindo de pesca - das águas territoriais e portos canadenses.
"Hoje [...], Omar Alghabra, a ministra das Relações Exteriores, Melanie Joy, e a ministra da Pesca, Oceanos e da Guarda Costeira do Canadá, Joyce Murray, anunciaram que o governo do Canadá pretende banir navios e barcos de pesca russos ou registrados na Rússia das águas domésticas e portos canadenses. O banimento deve entrar em vigor até o final desta semana através de ordens baseadas na Lei de Medidas Econômicas Especiais", afirma um comunicado governamental.
No porto de Boulogne-sur-Mer, na França, o navio russo Baltic Leader, aparece detido devido para inspeção devido às sanções impostas pelos Estados Unidos, em 26 de fevereiro de 2022 - Sputnik Brasil
11:58 01.03.2022
Moscou ainda não implementou todas as medidas de resposta às sanções do Ocidente, diz MRE russo
Além disso, conforme as palavras da representante oficial da diplomacia russa, Maria Zakharova, as sanções ocidentais não têm nenhuma base legal e não estão ligadas à situação atual na Ucrânia.
11:35 01.03.2022
México não vai se juntar às sanções contra Rússia, diz presidente do país
Em comentário à Sputnik, o presidente mexicano, Andrés Manuel López Obrador, disse:
"Nós não vamos tomar quaisquer medidas econômicas restritivas, uma vez que queremos preservar as boas relações com todos os governos do mundo e queremos ter a possibilidade de conduzir diálogo com todos os lados do conflito".
Ao mesmo tempo, o mandatário se opõe às ações militares no território ucraniano e apela à resolução pacífica do conflito.
Ele ainda denunciou a censura contra as mídias russas no Twitter.
11:22 01.03.2022
Dois hospitais em Donetsk foram danificados por bombardeios ucranianos, diz RPD
11:01 01.03.2022
MRE chinês exorta Ucrânia e Rússia a encontrarem resolução do problema por via de negociações
11:01 01.03.2022
Stoltenberg: no momento, OTAN não vê razões para aumentar nível de prontidão de suas forças nucleares

O secretário-geral da OTAN disse, em comentário à AP: "Nós sempre vamos fazer todo o necessário para defender e proteger os nossos aliados, mas não achamos que exista a possibilidade de mudar o nível de prontidão das forças nucleares da OTAN."

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала