Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Ucrânia pede reunião de emergência na ONU após pedido de assistência militar de Donbass à Rússia

© AP Photo / Irina GorbasevaTanques ucranianos na região de Donbass.
Tanques ucranianos na região de Donbass. - Sputnik Brasil, 1920, 23.02.2022
Nos siga noTelegram
Nesta quarta-feira (23), Kiev solicitou uma reunião de emergência do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) para responder à assistência militar prometida pela Rússia às repúblicas populares de Donetsk e Lugansk. O presidente da Ucrânia, Vladimir Zelensky, fez um discurso após o pedido à ONU.
Mais cedo, os líderes das repúblicas populares de Donetsk (RPD), Denis Pushilin, e de Lugansk (RPL), Leonid Pasechnik, haviam pedido a ajuda ao presidente russo, Vladimir Putin, para repelir a "agressão de forças ucranianas".
Considerando o pedido de ajuda militar apresentado pelas repúblicas de Donbass a Moscou como "uma nova escalada" da já tensa situação de segurança, Kiev pediu ao Conselho de Segurança da ONU que convoque uma "reunião urgente".
© REUTERS / CARLO ALLEGRISessão emergencial do Conselho de Segurança da ONU após a Rússia ter reconhecido a independência das repúblicas de Donbass, Nova York, 21 de fevereiro de 2022.
Sessão emergencial do Conselho de Segurança da ONU após a Rússia ter reconhecido a independência das repúblicas de Donbass, Nova York, 21 de fevereiro de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 23.02.2022
Sessão emergencial do Conselho de Segurança da ONU após a Rússia ter reconhecido a independência das repúblicas de Donbass, Nova York, 21 de fevereiro de 2022.

Zelensky afirma que Ucrânia jamais ameaçou a Rússia

Em discurso nesta quarta-feira (23), o presidente ucraniano, Vladimir Zelensky, afirmou que a Ucrânia não quer guerra, seja ela "fria, quente ou híbrida".

"Nós sabemos exatamente que não queremos uma guerra: nem fria, nem quente, nem híbrida. Mas se enfrentarmos uma ofensiva, se alguém tentar tirar nosso país, nossa liberdade, nossas vidas e a vida de nossos filhos, nós vamos nos defender", disse.

Zelensky salientou que Kiev não participa de nenhuma aliança de defesa e afirmou que seu país jamais ameaçou ou ameaçará a Rússia, acrescentando que a Ucrânia está pronta para dialogar com Moscou em qualquer formato.

"Hoje estamos fora de qualquer aliança de defesa. A segurança ucraniana está ligada à segurança de nossos vizinhos. É por isso que hoje devemos falar sobre a segurança de toda a Europa. Mas nosso principal objetivo é a paz na Ucrânia e a segurança de nossos cidadãos", disse o presidente ucraniano.

© REUTERS / Presidência da UcrâniaPresidente ucraniano, Vladimir Zelensky, faz discurso à nação após reconhecimento russo das repúblicas populares de Donbass como independentes, Kiev, 22 de fevereiro de 2022.
Presidente ucraniano, Vladimir Zelensky, faz discurso à nação após reconhecimento russo das repúblicas populares de Donbass como independentes, Kiev, 22 de fevereiro de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 23.02.2022
Presidente ucraniano, Vladimir Zelensky, faz discurso à nação após reconhecimento russo das repúblicas populares de Donbass como independentes, Kiev, 22 de fevereiro de 2022.
O mandatário falou ainda diretamente a Moscou, afirmando que uma guerra privaria as partes de garantias de segurança.

"Estamos prontos para falar com todos, incluindo você [Rússia], em vários formatos e em qualquer plataforma. Uma guerra privará todos de quaisquer garantias. Ninguém mais terá garantias de segurança", completou.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала