Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para
 - Sputnik Brasil, 1920
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Queiroga diz que Doria faz palanque eleitoral com vacinas: 'Ele acha que isso vai tirá-lo dos 3%'

© Tomaz Silva / Agência BrasilO ministro da Saúde, Marcelo Queiroga fala durante evento Megavacinação Contra a COVID-19, na Cidade das Artes, no Rio de Janeiro, 20 de novembro de 2021
O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga fala durante evento Megavacinação Contra a COVID-19, na Cidade das Artes, no Rio de Janeiro, 20 de novembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 14.01.2022
Nos siga no
Ministro pega "pesado" com governador dizendo que mesmo fazendo campanha com as vacinas do governo federal, Doria não sairá dos 3% da intenção de votos para as eleições de 2022.
Nesta sexta-feira (14), o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, usou sua conta no Twitter para atacar o governador de São Paulo, João Doria (PSDB) em relação às vacinas.
Para Queiroga, o fato de Doria ter feito evento para começar a vacinação de crianças em São Paulo hoje (14) mostra que o governador está usando a campanha como palanque político.
Essa não é a primeira vez que Queiroga critica o governador de São Paulo publicamente. No final de dezembro, o ministro, como mencionado nesta postagem de hoje (12), disse que os "paulistas não mereciam governo tão medíocre", conforme noticiado.
Apesar do chefe da Saúde acusar Doria de palanque, há rumores de que ele estaria usando sua gestão na pasta para alavancar uma possível candidatura ao governo de seu estado natal, a Paraíba.
Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro (à esquerda) e o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga (à direita) - Sputnik Brasil, 1920, 14.01.2022
Notícias do Brasil
Mídia: centrão articula para Queiroga não deixar Saúde e causar mais desgaste à imagem de Bolsonaro
Na sequência de tweets, o ministro afirmou que "as vacinas pediátricas chegaram ao Brasil em tempo recorde! Logo após autorização da agência reguladora".
A imunização de crianças no Brasil vem passando por diversas polêmicas. Além da própria negativa do presidente, Jair Bolsonaro (PL), quando ameaçou servidores da Anvisa após o órgão liberar a vacinação infantil, em um primeiro momento, Queiroga disse que as crianças só poderiam ser vacinadas com prescrição médica.
Em São Paulo, David Seremramiwe Xavante, indígena de 8 anos, é a primeira criança vacinada contra a COVID-19, em 14 de janeiro de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 14.01.2022
Propagação e combate à COVID-19
Criança indígena é a 1ª vacinada contra a COVID-19 no Brasil
Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала