Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Índia considera 'golpe na segurança nacional' suposta construção de 4 povoados no Butão pela China

© AP Photo / Andy WongBandeira da Índia ao lado do brasão nacional da China, em Pequim
Bandeira da Índia ao lado do brasão nacional da China, em Pequim - Sputnik Brasil, 1920, 18.11.2021
Nos siga noTelegram
O principal partido oposicionista da Índia, o Partido do Congresso, criticou o premiê Narendra Modi pela alegada construção de quatro povoados pela China no território atualmente sob soberania do Butão.
Quatro povoados chineses foram supostamente construídos, entre maio e novembro deste ano, perto do planalto Doklam, situado na junção trilateral da Índia, China e Butão.
Segundo imagens de satélite compartilhadas no Twitter por uma fonte de inteligência aberta, os novos povoados se espalham por uma área de cerca de 100 quilômetros quadrados.
Terrenos disputados entre o Butão e a China perto de Doklam mostram atividade de construção entre 2020-2021, vários novos povoados se espalham por uma área de aproximadamente 100 quilômetros quadrados e agora marcam a paisagem, será isso parte de um novo acordo ou imposição de reivindicações territoriais da China?
O porta-voz do Congresso Nacional Indiano, Gourav Vallabh, disse hoje (18) durante uma coletiva de imprensa que a "nova construção em solo butanês é particularmente preocupante" para a Índia, visto que ela "historicamente tem aconselhado o Butão sobre sua política externa e continua treinando suas Forças Armadas".
Nos termos do acordo fechado entre Butão e Índia em 1949, Nova Deli deve guiar seu vizinho do Himalaia em matéria de política externa e de defesa. Embora o Butão tenha relações diplomáticas com 54 nações, ainda não estabeleceu relações formais com a China.
Tanques se retiram das margens do lago Pangong Tso, em Ladakh, ao longo da fronteira Índia-China, 10 de fevereiro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 26.10.2021
Nova lei de fronteiras da China pode ser 'forma de intimidação' de seus vizinhos, diz especialista
Por sua vez, o secretário-geral do Congresso, Randeep Singh Surjewala, enfatizou que os supostos povoados representaram um "golpe na segurança nacional da Índia".
Ele ainda se questionou se os alegados povoados teriam sido construídos como parte do memorando de entendimento China-Butão sobre o "roteiro de três passos para acelerar as negociações fronteiriças".
O chanceler butanês, Lyonpo Tandi Dorji, e o assessor do chanceler chinês, Wu Jianghao, assinaram o memorando em uma cerimônia virtual em 14 de outubro, após o encontro presencial no mês de abril deste ano.
Em 24 rodadas de "negociações pelas fronteiras" e dez rodadas de encontros de um "grupo de especialistas" entre altos funcionários chineses e butaneses de 1984 até hoje, Pequim tem se oferecido para renunciar às suas reivindicações territoriais em outras partes do Butão em troca de controle sobre o Doklam. Porém, Thimphu até agora rejeitou essas ofertas de seu vizinho do norte.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала