Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Com 1ª entrega em novembro, Moldávia e Gazprom estendem contrato de fornecimento de gás por 5 anos

© AP Photo / Dmitry LovetskyConstrutor fala ao telefone ao lado de gasoduto da empresa russa Gazprom, em São Petersburgo, Rússia (foto de arquivo)
Construtor fala ao telefone ao lado de gasoduto da empresa russa Gazprom, em São Petersburgo, Rússia (foto de arquivo) - Sputnik Brasil, 1920, 29.10.2021
Nos siga no
De acordo com o Ministério de Infraestrutura e Desenvolvimento Regional da Moldávia, contrato foi prorrogado "usando fórmula proposta pelo lado moldavo". Dívida de Chisinau com a empresa russa ultrapassa a casa dos três bilhões.
Com as entregas começando no dia 1º de novembro, a Moldávia e a Gazprom concordaram em estender o contrato de fornecimento de gás ao país por cinco anos, segundo anunciando pelo Ministério de Infraestrutura e Desenvolvimento Regional da Moldávia nesta sexta-feira (29).
"As negociações entre a delegação moldava e a Gazprom terminaram em São Petersburgo. Segundo o acordo, o contrato entre a Gazprom e a Moldovagaz será prorrogado por cinco anos, usando a fórmula proposta pelo lado moldavo", disse o ministério.
A Gazprom afirmou que o contrato foi estendido em termos mutuamente benéficos.
Na manhã de hoje (29), a presidente da Moldávia, Maia Sandu, disse em uma coletiva que havia solicitado ajuda da Romênia, Polônia, Alemanha e Azerbaijão para superar a crise do gás no país.
© Sputnik / Aleksei Danichev / Abrir o banco de imagensPlataforma de perfuração de petróleo e de queima de gás da empresa petrolífera Gazprom Neft na Rússia
Plataforma de perfuração de petróleo e de queima de gás da empresa petrolífera Gazprom Neft na Rússia - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Plataforma de perfuração de petróleo e de queima de gás da empresa petrolífera Gazprom Neft na Rússia
A Moldávia já fechou outros acordos com mais quatro empresas: PGNiG, Vitol, Swiss DXT Commodities e Naftogaz.
Anteriormente, a empresa russa de petróleo e gás disse que continuaria fornecendo gás a Chisinau se o país pagasse sua dívida integralmente. 
De acordo com a Gazprom, a dívida da Moldávia para o gás fornecido, atualmente, é de US$ 433 milhões (R$ 2,4 bilhões), entretanto, o montante junto a pagamentos em atraso chega a US$ 709 milhões (R$ 3,8 bilhões).
Devido à crise energética, em 22 de outubro o Parlamento da Moldávia introduziu o estado de emergência no país para alocar rapidamente fundos do orçamento para compra de volumes adicionais de gás, a fim de manter a pressão no gasoduto.
Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала