Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Com cessar-fogo acordado com Israel, China fornecerá ajuda humanitária à Palestina o quanto antes

© REUTERS / Amir CohenEspecialista do esquadrão antibombas da polícia de Israel observa pela janela de um prédio residencial danificado após ser atingido por um foguete lançado da Faixa de Gaza, no dia 11 de maio de 2021
Especialista do esquadrão antibombas da polícia de Israel observa pela janela de um prédio residencial danificado após ser atingido por um foguete lançado da Faixa de Gaza, no dia 11 de maio de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 21.05.2021
Nos siga no
A China fornecerá assistência humanitária à Palestina o mais rápido possível para ajudar no tratamento médico de feridos e no reassentamento de refugiados desabrigados.

O governo chinês fornecerá ajuda humanitária de emergência à Palestina o quanto antes, afirmou na sexta-feira (21) o porta-voz da Agência Internacional de Cooperação para Desenvolvimento Internacional da China (CIDCA, na sigla em inglês), Tian Lin.

"Em 20 de maio, o governo da China lançou um mecanismo de resposta emergencial para fornecer assistência humanitária ao governo e ao povo palestinos para lidar com crise humanitária emergencial e demonstrar espírito humanitário", segundo o comunicado publicado na conta oficial da agência no WeChat.

Foi informado que a China realizará assistência humanitária o mais rápido possível em conformidade com as necessidades do lado palestino para ajudar no fornecimento de assistência médica aos feridos e no reassentamento de refugiados desabrigados.

A situação na fronteira entre Israel e Faixa de Gaza se agravou na noite de 11 de maio. Durante os confrontos, cerca de 4,3 mil foguetes foram disparados de Gaza contra o território israelense. Israel, por sua vez, também realizou centenas de ataques contra esse território palestino. Segundo os últimos dados, em Israel morreram 12 pessoas e mais de 50 ficaram feridas. Na Palestina, durante os ataques aéreos israelenses morreram 232 pessoas, inclusive 65 menores de idade, e 1,9 mil ficaram feridas.

Na quinta-feira (20), o Gabinete de Segurança de Israel aprovou a iniciativa do Egito do cessar-fogo bilateral sem quaisquer condições após 11 dias de combate com o Hamas.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала