01:30 21 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    237
    Nos siga no

    O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, saudou o cessar-fogo estabelecido nesta quinta-feira (20) entre Israel e Hamas como uma "oportunidade genuína" para a paz. 

    O acordo entre as partes chega após 11 dias de conflito, que deixou um saldo de 12 israelenses e 232 palestinos mortos. 

    "Eu acredito que temos uma oportunidade genuína para progredir e estou comprometido a trabalhar para isso", disse Biden em coletiva na Casa Branca, segundo publicado pela agência AFP. 

    Em seu pronunciamento, o democrata elogiou o papel do Egito, que atuou como mediador para que a trégua fosse estabelecida. Biden afirmou ainda que conversou com o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, e com o presidente egípcio, Abdel Fattah al-Sisi. 

    "Estendo minha sincera gratidão ao presidente al-Sisi e aos altos funcionários egípcios que desempenharam um papel tão importante nesta diplomacia", disse Biden.

    Diplomacia silenciosa

    O chefe da Casa Branca também respondeu às críticas de que não estaria pressionando Israel suficientemente para chegar a um cessar-fogo. Biden disse que sua administração adota uma "diplomacia silenciosa e incansável".

    O democrata afirmou que os EUA realizaram "grandes esforços" para diminuir as tensões, com objetivo de "evitar o tipo de conflito prolongado que vimos nos últimos anos". 

    "Palestinos e israelenses merecem da mesma maneira viver de forma segura e desfrutar de medidas iguais de liberdade, prosperidade e democracia", discursou.

    Defesa de Israel

    Ao mesmo tempo, ressaltou "o direito de Israel de se defender contra ataques indiscriminados de foguetes do Hamas e de outros grupos terroristas baseados em Gaza".

    Na contramão de pedidos feitos por correligionários do Partido Democrata, que exigem o bloqueio de venda de armas para Israel, ele reafirmou o apoio dos EUA na reposição do sistema antimísseis israelense.

    Mais:

    EUA tomam 'posição contrária à consciência humana' no conflito de Gaza, diz MRE chinês
    Exército de Israel anuncia destruição da rede de túneis do Hamas na Faixa de Gaza (VÍDEO)
    EUA rejeitam resolução da França na ONU para cessar-fogo em Gaza depois de posicionamento de Israel
    Tags:
    Faixa de Gaza, Benjamin Netanyahu, Abdel Fattah el-Sisi, Joe Biden, Egito, cessar-fogo, Hamas, Israel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar