OMS alerta: 'A situação da Índia pode se repetir em qualquer lugar'

© REUTERS / Danish SiddiquiHomem espera para cremar seu parente, que morreu devido à COVID-19, em um crematório em Nova Deli, na Índia
Homem espera para cremar seu parente, que morreu devido à COVID-19, em um crematório em Nova Deli, na Índia - Sputnik Brasil, 1920, 29.04.2021
Nos siga noTelegram
A Organização Mundial da Saúde (OMS) emitiu um alerta severo para todas as nações nesta quinta-feira (29): segundo a entidade, o relaxamento das medidas contra a pandemia pode desencadear uma "tempestade perfeita" de COVID-19 – como visto na Índia.

Casos de infecções e número de mortes estão aumentando no país asiático. O caos pode ser atribuído às reuniões em massa – como eventos religiosos ou esportivos – no país de 1,3 bilhão de pessoas.

Hans Kluge, chefe da OMS Europa, disse que os países não deveriam cometer o erro de relaxar as restrições cedo demais para evitar novas ondas semelhantes de infecção.

"Quando as medidas de proteção pessoal estão sendo relaxadas, quando há reuniões em massa, quando há mais variantes contagiosas e a cobertura vacinal ainda é baixa, isso pode criar uma tempestade perfeita em qualquer país", disse Hans Kluge a repórteres nesta quinta-feira (29).
© REUTERS / Adnan Abidi Em Nova Deli, na Índia, um homem aparece sentado próximo de corpos de pessoas infectadas com a COVID-19 enquanto aguarda a cremação dos mortos, em 26 de abril de 2021
OMS alerta: 'A situação da Índia pode se repetir em qualquer lugar' - Sputnik Brasil, 1920, 29.04.2021
Em Nova Deli, na Índia, um homem aparece sentado próximo de corpos de pessoas infectadas com a COVID-19 enquanto aguarda a cremação dos mortos, em 26 de abril de 2021

A variante B.1.617 está varrendo a Índia, mas a OMS ainda não confirmou se esta é uma cepa mais transmissível ou mais mortal do que outras variantes do vírus.

"É muito importante perceber que a situação da Índia pode se repetir em qualquer lugar", afirmou Kluge, citado pela AFP.

O chefe da OMS Europa lembrou que as vacinas estão aumentando no continente europeu, com 7% da população totalmente inoculada. Segundo a entidade, há mais pessoas na Europa que já receberam a vacina do que as que foram infectadas com a doença.

A Índia já relatou mais de 18 milhões de infecções e ultrapassou a marca de 200 mil mortes nesta quarta-feira (28).

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала