Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Guerra comercial entre China e EUA intensifica esforços de Pequim para roubar tecnologia, diz Taiwan

© AFP 2021 / STRChips do fabricante chinês de semicondutores Tsinghua Unigroup são vistos durante a Conferência Internacional de Semicondutores de 2020, em Nanjing, China, 26 de agosto de 2020
Chips do fabricante chinês de semicondutores Tsinghua Unigroup são vistos durante a Conferência Internacional de Semicondutores de 2020, em Nanjing, China, 26 de agosto de 2020 - Sputnik Brasil, 1920, 01.04.2021
Nos siga no
Nesta quarta-feira (31), o governo de Taiwan informou que a intensificação da guerra comercial entre EUA e China tem provocado aumento de tentativas de Pequim para se infiltrar na florescente indústria de produção de chips em Taipé.

Hu Mu Yuan, vice-chefe do Escritório de Segurança Nacional de Taiwan disse à agência Reuters que "os comunistas chineses estão roubando a propriedade intelectual de outros países para aumentarem o seu poder", ele ressaltou ainda que estes esforços não afetam apenas a ilha, mas também o Japão e a Coreia do Sul.

O alto funcionário alertou que Pequim tentou contornar leis preventivas taiwanesas, criando empresas de fachada na nação insular.

Taipé considera que estes esforços são realizados na tentativa de roubar a tecnologia e "caçar" pessoas habilidosas.

Em uma reunião da comissão parlamentar, a ministra da Economia de Taiwan, Wang Mei Hua, afirmou que, uma vez que a contínua disputa comercial entre EUA e China estorvou o "desenvolvimento da indústria de semicondutores da China continental", os oficiais em Pequim estão usando táticas de infiltração e de "caça furtiva" a fim de "alcançar a autossuficiência na cadeia de suprimentos".

© AP Photo / Olivia ZhangPessoas junto a loja Huawei na China
Guerra comercial entre China e EUA intensifica esforços de Pequim para roubar tecnologia, diz Taiwan - Sputnik Brasil, 1920, 01.04.2021
Pessoas junto a loja Huawei na China
Wang explicou que tais medidas "são a maneira mais rápida para a China continental" impulsionar a sua indústria.

Em 2020, a gigante tecnológica chinesa Huawei foi prejudicada economicamente devido às sanções implementadas pelos EUA.

A companhia taiwanesa TSMC, que recebia 14% de sua receita de semicondutores da Huawei, deixou de fazer negócios com a empresa sob a pressão do governo norte-americano. Em 2019, sete empresas dos EUA representavam mais da metade da receita total da TSMC.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала