Austrália impõe sanções a 4 empresas russas por parte ferroviária da Ponte da Crimeia

© Sputnik / Konstantin Mikhalchevsky / Abrir o banco de imagensTrem de carga na ponte da Crimeia, Rússia
Trem de carga na ponte da Crimeia, Rússia - Sputnik Brasil, 1920, 29.03.2021
Nos siga noTelegram
A Austrália impôs sanções contra um indivíduo e quatro empresas da Rússia associadas à construção e à operação da parte ferroviária da Ponte da Crimeia, informou a ministra das Relações Exteriores do país oceânico, Marise Payne.

A medida ocorre um dia após o Canadá também anunciar sanções contra dois executivos russos e quatro entidades devido à reunificação da Crimeia à Rússia. Moscou classificou a ação como "desrespeito à realidade", já que a população da Crimeia votou pela reintegração em um referendo de 2014.

"A Austrália impôs sanções financeiras específicas e proibições de viagens contra um indivíduo russo e quatro empresas russas ligadas à construção e à operação da ponte ferroviária do estreito de Kerch", disse Payne.

Nesta segunda-feira (29), em resposta ao Canadá, a Embaixada da Rússia no país norte-americano afirmou que a decisão foi "baseada em mentiras, revisionismo histórico e desconsideração da realidade", ressaltando que a Crimeia é um território russo e tem sido parte integrante do país durante séculos, apesar de breve período de 23 anos dentro das fronteiras da Ucrânia.

© Assessoria de imprensa do Ministério das Relações Exteriores da Rússia / Abrir o banco de imagensMinistro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov durante coletiva de imprensa após a reunião com seu homólogo chinês Wang Yi, Guilin, China
Austrália impõe sanções a 4 empresas russas por parte ferroviária da Ponte da Crimeia - Sputnik Brasil, 1920, 29.03.2021
Ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov durante coletiva de imprensa após a reunião com seu homólogo chinês Wang Yi, Guilin, China

Há uma semana, Ottawa já havia imposto sanções a nove altos funcionários russos em linha com medidas semelhantes tomadas anteriormente pelos Estados Unidos e pela União Europeia sobre o caso do oposicionista Aleksei Navalny.

Após o anúncio, o Ministério das Relações Exteriores da Rússia culpou a elite governante do Canadá por reduzir as relações bilaterais com a Rússia a mínimos históricos e prometeu que a resposta russa será rápida e dura.

A Crimeia foi reanexada à Rússia em 16 de março de 2014, depois que mais de 95% dos eleitores apoiaram a ação em um referendo. Dois dias depois, foi assinado um acordo sobre a adesão da Crimeia à Federação da Rússia.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала