Especialista militar revela estratégia de defesa da Rússia contra míssil hipersônico dos EUA

© Foto / Indústrias Aeroespaciais de Israel/ Indústrias Militares de IsraelMíssil balístico hipersônico Rampage sendo lançado de avião de combate F-16 (imagem de arquivo)
Míssil balístico hipersônico Rampage sendo lançado de avião de combate F-16 (imagem de arquivo) - Sputnik Brasil, 1920, 20.03.2021
Nos siga noTelegram
Especialista militar russo Sergei Khatylev, ex-chefe das tropas de mísseis antiaéreos do Comando de Forças Especiais da Força Aérea da Rússia, disse o que representa em si o míssil hipersônico dos EUA AGM-183А, que segundo a mídia é capaz de alcançar Moscou em 20 minutos.

Em entrevista ao portal Nation News, o militar russo disse que atualmente o referido míssil é apenas um protótipo e não está totalmente pronto.

De acordo com ele, o sistema de defesa antiaérea, antimíssil e aeroespacial da Rússia supõe uma destruição de 100 % dos alvos em altitudes elevadas e médias. Além disso, Moscou não é um ponto pequeno, seu diâmetro é de 60 quilômetros.

"A fim de romper o sistema de defesa antiaérea e de antimísseis a partir da fronteira russa até Moscou este míssil precisa criar interferências e realizar uma manobra evasiva", opina Khatylev.

O sistema de defesa de mísseis russo rastreia mísseis em poucos segundos depois de seu lançamento. Imediatamente a seguir será dada uma resposta da Marinha da Rússia, bem como das forças de serviço nos aeródromos.

"Também podem disparar sistemas de defesa antimíssil S-400, S-300PM e outros", acrescentou especialista.

Por sua vez, Viktor Murakhovsky, especialista em assuntos militares e editor-chefe da revista Arsenal Otechestva, disse que os EUA apenas possuem uma maquete de míssil.

© Foto / Giancarlo CasemSargento Jacob Puente, do 912º Esquadrão de Manutenção de Aeronaves, alinha a fixação do AGM-183 na asa de um B-52H na Base Aérea de Edwards
Especialista militar revela estratégia de defesa da Rússia contra míssil hipersônico dos EUA - Sputnik Brasil, 1920, 20.03.2021
Sargento Jacob Puente, do 912º Esquadrão de Manutenção de Aeronaves, alinha a fixação do AGM-183 na asa de um B-52H na Base Aérea de Edwards
"Os americanos ainda não têm um produto completo, trata-se de um lançamento de teste de uma maquete com massa e dimensões [correspondentes] que deve ajudar a testar as questões do lançamento e funcionamento na trajetória", avança portal russo RBK.

Ele também observou que as autoridades dos EUA tinham várias vezes anunciado seus planos para começar os testes, mas o prazo previsto era sempre adiado.

Recentemente, o jornal britânico Daily Express informou que os EUA estão se preparando para demonstrar as capacidades de um novo míssil hipersônico capaz de alcançar Moscou "em menos de 20 minutos" e Pequim "em meia hora".

O míssil hipersônico norte-americano é alegadamente capaz de atingir velocidades de Mach 20 (24.622 km/h), rápido demais para ser detectado e interceptado pela grande maioria dos sistemas de defesa aérea.

Contudo, nem todos os testes obtiveram sucesso. Por exemplo, no teste realizado em junho, um míssil hipersônico caiu de um B-52 durante o voo.

Os EUA estão atrasados na corrida internacional às armas hipersônicas, uma vez que tanto a Rússia como a China já desenvolveram e colocaram em campo armas hipersônicas nos últimos anos.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала