Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Rússia e Turquia negociam produção conjunta da vacina Sputnik V

© Sputnik / RFPI e Centro Nacional de Pesquisa de Epidemiologia e Microbiologia Gamaleya / Abrir o banco de imagensFrascos da vacina Sputnik V (foto de arquivo)
Frascos da vacina Sputnik V (foto de arquivo) - Sputnik Brasil, 1920, 08.02.2021
Nos siga no
O Fundo Russo de Investimentos Diretos (RFPI) continua as negociações com os parceiros turcos sobre a produção conjunta da vacina contra o coronavírus Sputnik V. A declaração é do embaixador russo em Ancara, Aleksei Erkhov, à Sputnik.

"O trabalho correspondente está sendo realizado", comentou o diplomata sobre a possibilidade de produção conjunta do imunizante Sputnik V.

Erkhov explicou que deve-se levar em consideração a legislação e os regulamentos para registro de vacinas em vigor na Turquia.

© AP Photo / Eraldo PeresLogo da vacina russa contra COVID-19, Sputnik V, em laboratório da União Química que produz o imunizante em Brasília, 25 de janeiro de 2021
Rússia e Turquia negociam produção conjunta da vacina Sputnik V - Sputnik Brasil, 1920, 08.02.2021
Logo da vacina russa contra COVID-19, Sputnik V, em laboratório da União Química que produz o imunizante em Brasília, 25 de janeiro de 2021

Em janeiro, o Fundo Russo de Investimentos Diretos (RFPI), que financia o desenvolvimento da vacina Sputnik V, assinou um acordo com uma farmacêutica turca para produzir o coronavírus russo no país.

De acordo com Ozturk Oran, presidente do conselho de administração da empresa farmacêutica turca VisCoran, a Turquia planeja produzir a vacina russa para o mercado doméstico e de exportação.

Eficácia e segurança da Sputnik V

A vacina russa Sputnik V já foi aprovada em vários países, como Bielorrússia, Argentina, Bolívia, Sérvia, Venezuela, Hungria, México e Nicarágua, entre outros.

Em 11 de agosto de 2020, a Rússia registrou sua primeira vacina contra a COVID-19, Sputnik V, desenvolvida pelo Centro Nacional de Pesquisa de Epidemiologia e Microbiologia Gamaleya em cooperação com o Fundo Russo de Investimentos Diretos.

Em 2 de fevereiro, a revista científica britânica The Lancet publicou os resultados da terceira fase do ensaio clínico da vacina russa, confirmando sua segurança e eficácia de 91,6%.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала