Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Radar da Rússia ganha novo supercomputador capaz de executar 100 bilhões de operações por segundo

© Sputnik / Kirill Kalinnikov / Abrir o banco de imagensEstação de radar Don-2N, da Rússia
Estação de radar Don-2N, da Rússia - Sputnik Brasil
Nos siga no
O radar multifuncional Don-2N, o elemento central e mais complexo do sistema de defesa antimíssil da Rússia, passou por processo de modernização e está sendo preparado para testes.

O desempenho do sistema de computação aumentou em quatro ordens de grandeza, por outro lado, seu tamanho se reduziu em quatro vezes.

"Está sendo concluída a modernização das partes receptora e transmissora do radar Don-2N, continua [o processo de] instalação e ajustamento de novos equipamentos. Foram concluídas as tarefas de fabricação e instalação do modernizado centro de comando e computação", disse o major-general Sergei Grabchuk, comandante do agrupamento de defesa antimíssil da Força Aeroespacial da Rússia ao jornal Krasnaya Zvezda.

O centro de comando do sistema Don-2N opera na base do novo sistema computacional Elbrus-90S com capacidade de executar cerca de 100 bilhões de operações por segundo.

© Sputnik / Kirill Kalinnikov / Abrir o banco de imagensEstação de radar Don-2N, da Rússia
Radar da Rússia ganha novo supercomputador capaz de executar 100 bilhões de operações por segundo - Sputnik Brasil
Estação de radar Don-2N, da Rússia

Segundo informações de fontes abertas, o antigo Elbrus-2, que ocupava um piso inteiro no edifício do sistema de radar, não tinha capacidade para realizar mais de 12,5 milhões de operações por segundo.

"A área ocupada pelos aparelhos será reduzida em quatro vezes, enquanto a energia consumida o será em 40 vezes. Graças à redução da quantidade de blocos e secções, a confiabilidade e operacionalidade do sistema serão significativamente melhoradas", explicou o general.

A principal tarefa do Don-2N é detecção, rastreamento, seleção e cálculo de trajetórias de alvos balísticos, bem como apontar mísseis interceptadores para abater a ameaça. Antenas de matriz faseada colocadas nas arestas da instalação, que tem forma de pirâmide seccionada, escaneiam o espaço aéreo e o espaço exterior próximo à Terra em 4.000 quilômetros de azimute e 40.000 quilômetros de altura, sendo capazes de distinguir objetos do tamanho de uma bola de ténis.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала