Palestina está pronta para retomar diálogo com Israel, diz embaixador na Rússia

© AP PhotoBandeiras de Israel e da Palestina
Bandeiras de Israel e da Palestina - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Após meses de contatos congelados com Israel, embaixador palestino diz que diálogo com Tel Aviv pode ser retomado, ao passo que expressa desejo de participação da Rússia no mesmo.

Durante videoconferência, o plenipotenciário embaixador da Palestina na Rússia, Abdel Hafiz Nofal, declarou:

"Nós voltamos aos contatos alguns dias atrás, porque a vida é retomada, [e] existem muitas questões – sociais, humanitárias, de saúde e financeiras, que exigem revisão. Mas isso foi basicamente uma mensagem à nova administração americana sobre o fato de estarmos prontos e querermos continuar o diálogo para se alcançar soluções, mas dizemos que é necessária a criação de um novo mecanismo para supervisão desta questão. A supervisão unilateral americana desta questão é inaceitável."

Além disso, o diplomata também expôs a condição para a retomada do diálogo.

"Nós confirmamos nossa prontidão ao diálogo, mas em novos princípios e com novas garantias internacionais", acrescentou.

Papel da Rússia no diálogo

Nofal também defendeu a participação da Rússia no processo de regulação das relações entre a Palestina e Israel.

"Nós fazemos uma aposta muito grande na participação da Rússia. Acreditamos que a Rússia pode ter um papel muito grande nesta questão."

Além disso, o representante palestino deixou transparecer a visão da Autoridade Palestina sobre a solução do conflito.

"Nós vemos que os israelenses falam sobre diferentes formas de confederação, de um Estado. Nós dizemos que a única solução aceitável é a criação de dois Estados", disse Nofal.

Desde maio os contatos entre israelenses e palestinos haviam sido interrompidos por iniciativa palestina, após a administração americana expor no primeiro semestre deste ano um plano para solucionar a questão.

Segundo este, Jerusalém se torna uma cidade indivisível e a capital de Israel, ao passo que fica aberta a possibilidade de anexação de territórios na Cisjordânia por Tel Aviv.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала