04:17 26 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Oriente Médio e África
    URL curta
    0 81
    Nos siga no

    O presidente palestino, Mahmoud Abbas, solicitará a Joe Biden, que foi declarado vencedor nas eleições presidenciais dos EUA pelos principais meios de comunicação norte-americanos, que mude a embaixada dos EUA em Israel de Jerusalém para Tel Aviv.

    A informação foi publicada neste domingo (8) pelo jornal Israel Hayom, citando um membro da equipe de Abbas. De acordo com o jornal israelense, Abbas pretende pedir a Biden que revogue o reconhecimento dos EUA do status de Jerusalém e mova a embaixada norte-americana de volta a Tel Aviv, apesar das declarações anteriores do político sobre o assunto.

    Biden já disse anteriormente que, se eleito, não iria reverter a decisão do atual presidente republicano Donald Trump sobre a transferência da embaixada dos EUA de Tel Aviv para Jerusalém e o reconhecimento desta como a capital de Israel, mas afirmou que também abriria um consulado dos EUA no lado leste de Jerusalém.

     O presidente dos EUA, Donald Trump, o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, durante coletiva de imprensa na Casa Branca para discutir o plano de paz para o Oriente Médio proposto por Trump.
    © REUTERS . Brendan Mcdermid
    O presidente dos EUA, Donald Trump, o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, durante coletiva de imprensa na Casa Branca para discutir o plano de paz para o Oriente Médio proposto por Trump.

    A Autoridade Palestina enviou mensagens a Biden informando-o da disposição do país em retomar as negociações de paz mediadas pelos EUA com Israel a partir do ponto em que foram suspensas, em 2016, ainda segundo o jornal.

    No início do dia, Abbas parabenizou Biden e sua companheira de chapa Kamala Harris por sua vitória nas eleições presidenciais e expressou esperança de trabalhar com o novo governo para fortalecer as relações entre Palestina e EUA para alcançar liberdade, independência, justiça e dignidade para o povo palestino.

    Desde que Washington anunciou a decisão de mudar sua embaixada de Tel Aviv para Jerusalém em 2018, a liderança palestina não teve contatos de alto nível com a administração Trump. A Autoridade Palestina também tem sido extremamente cética sobre as iniciativas de paz de Trump na região, considerando-o tendencioso a favor de Israel.

    Mais:

    UE celebra acordo entre Israel e Bahrein, mas cita defesa de um Estado palestino
    Erdogan expressa apoio aos palestinos e diz: 'Jerusalém é nossa cidade'
    Razões econômicas ou políticas? Para que EUA, Israel e EAU criam fundo de investimento
    Tags:
    Tel Aviv, Jerusalém, Joe Biden, Estados Unidos, Israel, Palestina
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar