Taiwanês se depara com 'vômito de baleia', leva raridade para casa e fica milionário (FOTO)

Nos siga noTelegram
Residente da Ilha das Orquídeas, Taiwan, encontrou vômito de baleia ou âmbar cinza em praia durante pesca, e saiu de lá milionário.

A pedra misteriosa, achada por Li, residente da Ilha das Orquídeas, Taiwan, foi verificada como pedaço de âmbar cinza, de valor comercial avaliado em 6 milhões de novos dólares taiwaneses, ou R$ 1,2 milhão, de acordo com Taiwan News.

Em março, Li se deparou com uma pedra misteriosa durante pesca perto de casa. A pedra de quatro quilos aguçou a curiosidade do pescador por ter um cheiro doce. Li não pensou duas vezes e levou a pedra para casa.

Uma aromatizada pedra misteriosa achada por um residente da Ilha das Orquídeas, Taiwan, foi verificada como pedaço de âmbar cinza, de valor comercial avaliado em 6 milhões de novos dólares taiwaneses

Curioso, o pescador mandou pequenas amostras da pedra para a Universidade Nacional de Kaohsiung, que as analisou. Em 7 de outubro, o professor de ciências biológicas Cheng Shi-Yie confirmou que a pedra é um âmbar cinza, ou âmbar de baleia, usando espectroscopia por ressonância magnética nuclear e a chamou de um achado muito raro e valioso.

Âmbar cinza é uma substância cerosa de dentro do intestino de cachalote que é frequentemente chamado de "vômito de baleia" ou "ouro flutuante". É principalmente usado como fixador na produção de perfume e é possível conseguir um bom preço baseando em sua idade.

Atualmente, valor comercial de âmbar cinza é em torno de US$ 50.000 (R$ 276.000) por quilo. Li planeja vender o âmbar cinza e usar o dinheiro para gastos familiares.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала