Trump se recusa a participar de debate presidencial virtual com Biden

© REUTERS / Brian SnyderDebate presidencial entre Donald Trump e Joe Biden
Debate presidencial entre Donald Trump e Joe Biden - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Hoje (8), a Comissão de Debates Presidenciais disse que o debate seguinte entre Trump e Biden na próxima quinta-feira (15) seria realizado em um formato virtual.

O presidente norte-americano Donald Trump se recusou a participar de um debate virtual com o ex-vice-presidente Joe Biden em uma entrevista com Maria Bartiromo, da Fox Business Network.

"Eu não vou fazer um debate virtual", disse ele na quinta-feira (8).

Trump também acusou a comissão de debate bipartidária de tentar "proteger" seu oponente.

No mesmo dia (8), a sede de campanha do presidente dos EUA divulgou uma declaração dizendo que realizaria um comício em lugar do debate, depois que Biden disse que não devia ser realizado um debate presencial enquanto Trump estivesse infectado com coronavírus.

"O presidente Trump terá publicado múltiplos testes negativos antes do debate, portanto, não há necessidade desta declaração unilateral [sobre a mudança de formato]. A segurança de todos os envolvidos pode ser facilmente alcançada sem cancelar a chance de os eleitores verem ambos os candidatos frente a frente. Vamos passar adiante desta triste desculpa para salvar Joe Biden e, em vez disso, fazer um comício", declarou Bill Stepien, diretor da campanha.

Hoje (8), antes da declaração do presidente dos EUA, a Comissão de Debates Presidenciais disse que o debate seguinte entre Trump e Biden na próxima quinta-feira (15) seria realizado em um formato virtual.

"Os participantes da reunião da cidade e o moderador, Steve Scully, produtor executivo sênior e editor político, [da emissora] C-SPAN Networks, estarão localizados no Centro de Artes Cênicas Adrienne Arsht do Condado de Miami-Dade, em Miami, Flórida. O Centro de Imprensa da Casa Branca fará a cobertura do segundo debate presidencial", diz o comunicado.

Estas medidas estão sendo tomadas "a fim de proteger a saúde e a segurança de todos os envolvidos no segundo debate presidencial", de acordo com a declaração.

Na sexta-feira (2), Trump foi admitido no Centro Médico Walter Reed de Bethesda, estado de Maryland, após testar positivo para o coronavírus. Os médicos de Trump declararam durante o fim de semana que ele tinha febre alta e seus níveis de oxigênio no sangue caíram algumas vezes.

Após receber alta do hospital na segunda-feira (5), Trump disse em uma mensagem de vídeo que estava se sentindo melhor do que havia se sentido em 20 anos e pediu aos norte-americanos que não temessem a doença.

Trump disse que está ansioso para participar do segundo debate presidencial na próxima semana.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала