Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Rússia 'não teria problemas' em vender sistema de defesa antiaérea S-400 ao Irã, afirma embaixador

© Sputnik / Sergei Pivovarov / Abrir o banco de imagensSistema de defesa antiaérea S-400
Sistema de defesa antiaérea S-400 - Sputnik Brasil
Nos siga no
O embaixador da Rússia no Irã, Levan Dzhagaryan, disse que Moscou está aberta ao fornecimento do sistema de defesa antiaérea a Teerã.

Em uma entrevista ao diário iraniano Resalat, diplomata disse que a Rússia não tem problemas em fornecer o sistema de mísseis S-400 para o Irã.

"Como sabem, os S-300 já foram entregues. A Rússia não tem problemas em fornecer S-400 ao Irã. Isto nunca foi um problema, desde o início", afirmou Dzhagaryan.

Ao comentar as "ameaças dos EUA" de tentar estender indefinidamente o embargo de armas da ONU contra Teerã, o diplomata salientou que Moscou não seria intimidada pela pressão dos EUA, cumpriria todos os compromissos assumidos e estaria disposta a ouvir propostas do lado iraniano para adquirir armas russas quando terminar o embargo da ONU, que expira em 18 de outubro.
© Sputnik / Aleksei MalgavkoSistema de mísseis de defesa aérea S-400
Rússia 'não teria problemas' em vender sistema de defesa antiaérea S-400 ao Irã, afirma embaixador - Sputnik Brasil
Sistema de mísseis de defesa aérea S-400

Embaixador russo recordou também que, logo depois de a administração Trump se retirar do acordo nuclear do Irã em maio de 2018, Moscou "tomou uma posição firme contra os EUA e apelou aos três signatários do acordo europeus [França, Alemanha e Reino Unido] a unirem-se a nós".

"A questão que eu quero abordar é muito importante: os três países europeus não apoiaram os EUA, mas também continuam a criticar as atividades do Irã na região. Por um lado, eles dizem que o embargo de armas ao Irã deve ser levantado. Por outro, afirmam que o Irã não deve continuar com suas atividades. A Rússia disse desde o início que não haveria problemas em vender armas ao Irã a partir de 19 de outubro", concluiu.

No mês passado, após tentativas dos EUA de estender o embargo de armas internacional contra o Irã terem falhado na ONU, Washington ameaçou impor a política de "pressão máxima" de sanções secundárias contra qualquer produtor de armas que negoceie com o Irã.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала