Espada e outros raros artefatos da Idade do Bronze são encontrados na Escócia (FOTO)

© Foto / Andrew VanecekA espada antiga encontrada por Saga Vanecek em lago sueco (imagem ilustrativa)
A espada antiga encontrada por Saga Vanecek em lago sueco (imagem ilustrativa) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A descoberta de uma espada de bronze, arreio de cavalo e outros artefatos raros da Idade do Bronze foi realizada em junho por homem com detector de metais na Escócia.

Mariusz Stepien e seus amigos exploravam uma região perto de Peebles, Escócia, quando o detector de metais de Stepien revelou a existência de algo oculto: era um tesouro de três mil anos. Em ótimo estado, os raros artefatos foram considerados na segunda-feira (10) um achado de importância nacional pela Unidade do Tesouro de Crown Office, que comemorou a descoberta em sua conta no Twitter.

A descoberta foi realizada em junho e Stepien logo alertou as autoridades locais sobre as peças encontradas. Em seguida, uma equipe de arqueólogos do Museu Nacional da Escócia escavou a área, encontrando uma espada de bronze completa e ainda na bainha, um arreio de cavalo completo e acessórios que datam do final da Idade do Bronze, entre 1000 a.C. e 800 a.C.

Temos o prazer de anunciar a descoberta de um tesouro significativo da Idade do Bronze na fronteira da Escócia. A detecção responsável permitiu a avaliação do tesouro no local, mas ainda há muito trabalho empolgante a ser feito.

Entre os acessórios, os arqueólogos encontraram fitas decorativas, cintos, anéis, enfeites e ornamentos de bronze decorados. Além disso, o couro e a madeira foram preservados, permitindo que os especialistas rastreassem as tiras que conectavam os anéis e fivelas e vissem assim, pela primeira vez, como o arreio de cavalo funcionava naquela época.

Emily Freeman, diretora da Unidade do Tesouro, reforçou em entrevista ao canal BBC que os artefatos são de uma "importância nacional". "Tão poucos tesouros da Idade do Bronze foram escavados na Escócia, foi uma oportunidade incrível para nós."

Por sua vez, Stepien declarou que "tremia de felicidade" quando fez a descoberta. "Eu pensei: 'Nunca vi nada parecido antes' e desde o início senti que poderia ser algo espetacular e acabei descobrindo uma grande parte da história escocesa", celebra.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала