23:14 11 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Ciência e tecnologia
    URL curta
    0 50
    Nos siga no

    Pesquisadores da Universidade Estatal dos Urais do Sul (Rússia) analisaram evidências de ossos de cavalos encontrados em um monte na cidade de Lisakovsk, no Cazaquistão.

    As evidências encontradas indicam que, há aproximadamente 3.500 anos, as pessoas que viviam na região utilizavam os cavalos não apenas para se alimentar e criar, mas também como montaria.

    Por isso, os especialistas acreditam que os animais eram usados por cavaleiros muito antes do que se acreditava, conforme informações do portal Phys.org.

    Restos de cavalos encontrados no Cazaquistão
    Restos de cavalos encontrados no Cazaquistão

    Junto com os ossos dos animais, que teriam entre 18 e 20 anos quando morreram, foram encontradas "rédeas" antigas, indicando que seus donos os usavam para cavalgar.

    As análises realizadas pelos cientistas mostraram que haviam mudanças no formato do crânio dos animais, que podem ter sido causadas pelo uso constante de "arreios e arnês".

    "A data aceita para o surgimento da equitação é aproximadamente 900 a.C. Nossos materiais sugerem que cavaleiros armados que lutavam a cavalo poderiam ter surgido nas estepes da Eurásia até 1.600 a.C.", afirmou o pesquisador Igor Chechushkov.

    A equitação teve grande importância na história da humanidade, pois mudou a forma como as guerras eram conduzidas ao longo dos anos.

    Mais:

    Fósseis de 1.500 anos que teriam inspirado a lenda de Mulan são encontrados na Mongólia
    Submersível não tripulado russo é 1° a chegar ao fundo da Fossa das Marianas
    Fósseis de dinossauro de 70 milhões de anos são encontrados na Argentina (FOTOS)
    Tags:
    Cazaquistão, evidência, descoberta, arqueólogos, arqueólogo, arqueologia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar