Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Turquia promete resposta militar caso Haftar ataque missões diplomáticas de Ancara na Líbia

© AP Photo / Emrah GurelVeículo militar da Turquia retorna à fronteira do seu país, no posto de fronteira de Jarabulus, a 30km de Manbij
Veículo militar da Turquia retorna à fronteira do seu país, no posto de fronteira de Jarabulus, a 30km de Manbij - Sputnik Brasil
Nos siga no
A Turquia considerará as forças do marechal-de-campo Khalifa Haftar como um "alvo legítimo" se as missões diplomáticas turcas forem atacadas na Líbia, disse o Ministério das Relações Exteriores de Ancara neste domingo (10).

Na noite de quinta-feira (7), ataques com foguetes foram realizados no distrito costeiro de Trípoli, local que abriga residências de embaixadores italianos e turcos na Líbia. O Ministério das Relações Exteriores da Itália disse que duas pessoas morreram no ataque e atribuiu o incidente ao Exército Nacional da Líbia (ENL) de Haftar.

O ENL, contudo, nega participação no episódio. 

"Na Líbia, grupos ilegais ligados a Haftar intensificaram ataques a civis e infraestrutura civil nos últimos dias, especialmente em Trípoli. Somente em 9 de maio, eles lançaram mais de 100 foguetes e bombardearam ativamente áreas residenciais no centro de Trípoli", afirmou a chancelaria da Turquia. 

Segundo o comunicado, os ataques que supostamente deixaram pessoas mortas e feridas atingiram missões diplomáticas, incluindo a Embaixada da Turquia, o aeroporto e outras infraestruturas civis. O ministério os descreveu como crimes de guerra.

"Reiteramos que, se os ataques forem direcionados contra nossas missões diplomáticas na Líbia, consideraremos as forças de Haftar um alvo legítimo", acrescentou.

A Líbia está dividida entre as duas administrações rivais desde 2011, quando seu antigo líder Muammar Kadhafi foi derrubado e morto. O ENL controla o leste do país, enquanto o Governo do Acordo Nacional (GAN) controla a parte oeste. O ENL tem como objetivo afastar o GAN, que é apoiado pela Turquia, de Trípoli.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала