Trump: Rússia enviou avião carregado de equipamentos médicos aos EUA para combater COVID-19

© REUTERS / Tom BrennerPresidente dos EUA, Donald Trump, durante briefing diário de resposta ao coronavírus na Casa Branca, em Washington, EUA, 30 de março de 2020
Presidente dos EUA, Donald Trump, durante briefing diário de resposta ao coronavírus na Casa Branca, em Washington, EUA, 30 de março de 2020 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O presidente dos EUA, Donald Trump, elogiou a Rússia por ter enviado um "grande avião carregado" com suprimentos médicos para ajudar no combate ao coronavírus e tratar doentes.

"Tivemos ótimas relações com muitos países. A China nos enviou algumas coisas, o que foi fantástico. A Rússia nos enviou um avião carregado muito, muito grande, cheio de coisas, equipamentos médicos, o que foi muito bom", disse o presidente americano a repórteres na segunda-feira (30).

"Outros países nos enviaram coisas que eu fiquei muito surpreendido, muito felizmente surpreendido", complementou o líder americano.
Contudo, Trump não especificou que tipo de ajuda Moscou ou Pequim forneceram e não nomeou nenhum dos "outros países" que também haviam enviado suprimentos.

O comentário foi um tanto confuso, já que as autoridades russas ainda não haviam anunciado o envio de ajuda médica para os EUA.

Preocupação mútua

A declaração de Trump sobre a ajuda ocorreu após uma conversa telefônica na segunda-feira com o presidente russo Vladimir Putin, em que dialogaram sobre a preocupação mútua quanto à rápida propagação do coronavírus.

Moscou enviou na semana passada mais de 100 especialistas médicos e quase uma dúzia de aviões carregados com equipamentos para a Itália - incluindo ventiladores, material desinfetante, bem como máscaras faciais e outros equipamentos de proteção.

© REUTERS / Ministério da Defesa da Rússia / Alexey EreshkoAviões russos são carregados com equipamentos antes da ida para a Itália
Trump: Rússia enviou avião carregado de equipamentos médicos aos EUA para combater COVID-19 - Sputnik Brasil
Aviões russos são carregados com equipamentos antes da ida para a Itália

Segundo estatísticas da Universidade Johns Hopkins, mais de 786 mil pessoas adoeceram com COVID-19, cerca de 37,8 mil morreram, 166 mil pacientes se recuperaram no mundo todo. Os EUA registraram mais de 164 mil pacientes com coronavírus e 3,1 mil mortes.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала