- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Mais de 800 presos fugiram em SP depois da Justiça suspender saída por conta do coronavírus

© AP Photo / VICTOR R. CAIVANOUma rebelião (imagem de arquivo)
Uma rebelião (imagem de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
No total 834 presos fugiram de quatro presídios de SP e 429 foram recapturados, após rebeliões ocorrerem contra decisão da Justiça de cancelar a saída devido ao coronavírus.

Além das quatro unidades, uma quinta teve princípio de rebelião no estado.

Conforme publicou o portal G1, citando informações da Secretaria da Administração Penitenciária (SAP), os fugitivos são todos do regime semiaberto.

A fuga em massa se deu logo após ser anunciada a decisão da Justiça de impedir a liberdade temporária de cerca de 34 mil presos para o feriado da Páscoa.

Temia-se que, antes de voltar para os presídios, os mesmos poderiam contrair o coronavírus em liberdade e infectar outros nas unidades prisionais.

Até o momento, sabe-se que 834 presos fugiram, e até a manhã desta terça-feira (17) 429 haviam sido recapturados.

Contudo, o número dos foragidos deve aumentar.

Saída para Páscoa

É sabido que hoje estava prevista a saída dos detentos para passar o feriado da Páscoa com seus familiares.

Ao cumprir sua pena, os detentos em regime semiaberto trabalham durante o dia e retornam para os presídios pela noite.

Por outro lado, parentes dos encarcerados afirmam que as condições nos presídios são precárias, havendo falta de água, comida estragada e com percevejos, em particular do Centro de Progressão Penitenciária (CPP) de Mongaguá, na costa paulista.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала