09:59 22 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    363
    Nos siga no

    Uma rebelião no Centro de Progressão Penitenciária (CPP) Dr. Rubens Aleixo Sendin, localizado em Mongaguá, no litoral de São Paulo, permitiu a fuga de pelo menos 400 detentos da unidade com capacidade para 1.640 presos.

    Segundo informações publicadas pelo portal G1, o CPP funciona no regime semiaberto, no qual os detentos podem trabalhar durante o dia e voltar à prisão para dormir na cela durante a noite.

    Ainda não se sabe como os presos conseguiram deixar as celas e fugir da cadeia, mas sabe-se que funcionários foram feitos reféns dentro da penitenciária, enquanto outros aproveitaram a confusão e a correria para fugir.

    O motivo da rebelião teria sido o cancelamento de uma saída temporária que seria concedida para os presos, de acordo com o G1. Equipes da Polícia Militar, Civil e Rodoviária já atuam na região realizando buscas para recapturar os presos.

    Mais:

    Rebelião termina em presídio de Japeri com liberação de reféns
    Dezenas de detentos são mortos em rebelião no Pará (VÍDEO)
    Pelo menos 13 pessoas morrem em rebelião em prisão de Honduras
    Tags:
    segurança, fuga, rebelião, detentos, presos, São Paulo, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar