22:52 29 Março 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    545
    Nos siga no

    O juiz Dalton Conrado, da Justiça Federal do Mato Grosso do Sul, determinou nesta segunda-feira (2) a transferência de Adélio Bispo de Oliveira, autor da facada contra o presidente Jair Bolsonaro em 2018.

    Segundo a decisão, Adélio não poderá continuar preso na Penitenciária Federal em Campo Grande (MS). Caberá à Justiça de Minas Gerais, onde o crime ocorreu, decidir para onde o agressor será levado. A transferência deverá ocorrer em até 30 dias.

    Para o juiz, Adélio Bispo deve ficar em "local adequado" para tratamento psiquiátrico. O pedido de transferência foi feito pela Defensoria Pública da União (DPU) e teve parecer favorável do Ministério Público Federal (MPF).

    Dalton Conrado, alega que a permanência de Adélio em um presídio federal poderia, inclusive, acarretar o agravamento do quadro de saúde do agressor de Bolsonaro. As informações foram publicadas pelo portal G1.

    Em junho do ano passado, o juiz Bruno Savino, da 3ª Vara da Justiça Federal em Juiz de Fora (MG), absolveu Adélio Bispo pela facada por o considerar inimputável por transtorno mental.

    Mais:

    Juiz decide que Adélio Bispo não pode ser punido criminalmente
    Juiz absolve Adélio Bispo e converte prisão em internação por 'tempo indeterminado'
    Esfaqueou Bolsonaro: Justiça Federal arquiva caso contra Adélio Bispo
    Tags:
    atentado, esfaqueamento, esfaqueado, facada, Jair Bolsonaro, Adélio Bispo
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar