EUA investigam kits de teste defeituosos usados para diagnosticar COVID-19, relata Reuters

© REUTERS / David RyderKit para teste do novo coronavírus no Centro Médico de Harborview, em Washington, EUA, 29 de fevereiro de 2020
Kit para teste do novo coronavírus no Centro Médico de Harborview, em Washington, EUA, 29 de fevereiro de 2020 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos EUA confirmou que está investigando um defeito de fabricação em alguns kits de teste inicial de coronavírus, informa Reuters.

Para resolver os problemas de fabricação, a Administração de Alimentos e Medicamentos dos EUA (FDA, na sigla em inglês) está trabalhando junto com os Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA, declarou o comissário da agência federal, Stephen Hahn.

"A FDA tem confiança na concepção e fabricação atuais do teste que já foi e continua a ser distribuído. Estes testes passaram por extensos procedimentos de controle de qualidade", comentou Hahn.

A FDA também disse que permitiria que alguns laboratórios utilizassem imediatamente os testes que desenvolveram e validaram para conseguir uma capacidade diagnóstica mais rápida para a doença COVID-29.

Defeito de fabricação

Especialistas do Departamento de Saúde americano também estão trabalhando para "entender melhor a natureza e fonte do defeito de fabricação do primeiro lote de kits de teste da COVID-19 que foram distribuídos aos departamentos de saúde estaduais e outros".

No sábado (29), um morador da cidade de King County, estado de Washington, foi a primeira vítima do novo coronavírus nos Estados Unidos, informou o jornal The New York Times.

© REUTERS / China DailyAgente de saúde em uma zona isolada do Hospital Jinyintan em Wuhan, epicentro do surto do coronavírus na China
EUA investigam kits de teste defeituosos usados para diagnosticar COVID-19, relata Reuters - Sputnik Brasil
Agente de saúde em uma zona isolada do Hospital Jinyintan em Wuhan, epicentro do surto do coronavírus na China

Até o momento, já foram confirmados mais de 89 mil casos de pessoas infectadas pelo novo coronavírus ao redor do mundo, registrando 3.048 mortes.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала