Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Pequim: Taiwan deve se basear no princípio de 'China única' em organizações internacionais

© AP Photo / Andy WongUma bandeira nacional chinesa vibra no vento entre um complexo residential de grande altura e do escritório em Pequim, China (foto de arquivo)
Uma bandeira nacional chinesa vibra no vento entre um complexo residential de grande altura e do escritório em Pequim,  China (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga no
Pequim declara que papel de Taiwan em organizações internacionais deve estar sob o princípio de "China única".

Apesar dos esforços de Taiwan em se impor como entidade independente da China, o porta-voz da Chancelaria chinesa, Geng Shuang, declarou que Taiwan deve ter sua atuação em instituições internacionais baseada no princípio de "China única".

A declaração foi feita logo após o governo de Taiwan pedir a Pequim para compartilhar informações "corretas" sobre o novo coronavírus que tem causado mortes na China.

Diferente da China, Taiwan não é um membro da Organização Mundial da Saúde (OMS) devido à objeção da China em reconhecer sua independência.

Contudo, a presidente taiwanesa Tsai Ing-wen pediu para a OMS não excluir as colaborações de Taiwan por razões políticas, conforme publicou a agência Reuters.

Nesta quarta-feira (22), o ministro das Relações Exteriores chinês, Wang Yi, disse que seu país "se importa" com a saúde e bem-estar dos compatriotas taiwaneses mais do que qualquer outro.

Separação

Desde 1949, quando as forças comunistas chinesas tomaram o poder da China continental, Taiwan tem buscado sua independência de Pequim.

Contrariando a política da ilha, o governo chinês considera Taiwan como parte de seu país.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала