Soberania em causa? Sri Lanka investiga fundo de US$ 480 milhões dos EUA

CC0 / Pixabay / Dólar (imagem referencial)
Dólar (imagem referencial) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O projeto de apoio ao desenvolvimento do anterior governo está sendo estudado à lupa pelo novo governo do país asiático depois de vários protestos.

O novo governo de Gotabaya Rajapaksa no Sri Lanka ordenou na quinta-feira (19) uma revisão do ambicioso projeto através do qual os EUA planejavam combater o investimento chinês na nação.

Ranil Wickremesinghe, anterior primeiro-ministro, tinha aprovado um apoio ao desenvolvimento no valor de US$  480 milhões financiado pelos Estados Unidos, alegando que o programa iria beneficiar os 11 milhões de habitantes da ilha.

O acordo, no entanto, foi alvo de intenso escrutínio, já que os partidos da oposição têm acusado o governo de Wickremesinghe de comprometer a soberania do país insular.

O ministro cingalês Bandula Gunawardene disse à mídia que um comitê governamental de quatro membros havia sido nomeado para estudar o acordo. O governo disse que não entregaria o acordo ao Parlamento até que o comitê elaborasse seu relatório para o Gabinete de Ministros.

Desde o início que houve uma resistência generalizada ao programa, pois as pessoas afirmavam que ele comprometia a soberania do país. No entanto, a embaixada dos Estados Unidos em Colombo reiterou que "não ficará na posse nem arrendará nenhuma terra sob esta concessão de ajuda ao desenvolvimento".

"O Sri Lanka supervisionará e administrará todos os projetos financiados por esta subvenção durante a implementação do acordo de assistência de cinco anos", acrescentou a embaixada dos Estados Unidos em Colombo.

O que aconteceu até agora

Antes de chegar ao poder, Gotabaya Rajapaksa havia dito que "restabeleceria as relações" com a China se fosse eleito. O ex-presidente Sirisena havia suspendido vários projetos de investimento chineses que foram assinados antes de 2015, durante o mandato de Mahinda Rajapaksa.

No início deste mês, a China e o Sri Lanka concordaram em acelerar a implementação de grandes projetos, incluindo o da zona portuária de Colombo e o empreendimento do porto de Hambantota. Os dois países também concordaram em elaborar um novo modelo para a cooperação futura, após reuniões de alto nível entre o presidente Gotabaya Rajapaksa e o enviado especial chinês Wu Jianghao.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала