Bolívia e EUA buscam 'restabelecimento' de relações diplomáticas

© AP Photo / Juan KaritaPresidenta autoproclamada da Bolívia, Jeanine Áñez, sorri durante cerimônia de posse de seu gabinete de ministros, em 13 de novembro de 2019, após golpe de Estado na Bolívia
Presidenta autoproclamada da Bolívia, Jeanine Áñez, sorri durante cerimônia de posse de seu gabinete de ministros, em 13 de novembro de 2019, após golpe de Estado na Bolívia - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A presidente interina da Bolívia, Jeanine Áñez, disse nesta sexta-feira (6) que conversou com o secretário dos EUA, Mike Pompeo, sobre o "restabelecimento" de relações diplomáticas entre os dois países.

Em 2008, os governos americano e boliviano expulsaram mutuamente seus embaixadores. Desde então, a relação diplomática entre os dois países não se normalizou. Recentemente, Áñez nomeou o primeiro embaixador da Bolívia em Washington em 11 anos,

"Hoje recebi a ligação de Pompeo, secretário de Estado dos Estados Unidos, com quem conversamos sobre o restabelecimento de relações diplomáticas entre nossas nações e outros temas de interesse comum. Agradecemos o respaldo ao nosso governo de transição democrática", disse a presidente interina por meio do Twitter. 

Hoje recebi a ligação de @SecPompeo, Secretário de Estado dos Estados Unidos, com quem conversamos sobre o restabelecimento de relações diplomáticas entre nossas nações e outros temas de interesse comum. Agradecemos o respaldo ao nosso governo de transição democrática

A conversa citada por Áñez é mais um sinal da aproximação entre o governo de Donald Trump e os novos líderes bolivianos. Morales, por sua vez, costumava denunciar o "imperialismo" americano e a "ingerência" em assuntos internos. 

'Desideologizar' relações

Autoproclamada presidente em 12 de novembro, Áñez nomeou Oscar Serrate como embaixador nos EUA, primeiro passo para normalizar os vínculos entre os dois países. 

Além disso, a chancelaria boliviana anunciou na semana passada sua intenção de "desideologizar" as relações da Bolívia com a Rússia e a China, que Morales havia elevado para o nível de "estratégicas". 

A Bolívia também anunciou o restabelecimento das relações diplomáticas com Israel, que tinham sido cortadas devido aos ataques israelenses à Faixa de Gaza.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала