Nem todos enxergam 'morte' da OTAN

© Sputnik / Vitaly PodvitskyNem todos enxergam 'morte' da OTAN
Nem todos enxergam 'morte' da OTAN - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Em entrevista à revista The Economist, o presidente francês Emmanuel Macron declarou "a morte cerebral" da OTAN, entretanto, nem todos os membros da aliança concordaram com a avaliação dele.

O presidente francês sublinhou a falta de coordenação dentro da aliança. Vários líderes mundiais logo comentaram a declaração de Macron. "Eu acho que essas palavras são bastante ásperas. Isso não corresponde com meu ponto de vista", disse a chanceler alemã Angela Merkel. Jens Stoltenberg, secretário-geral da OTAN, concordou com as palavras da líder alemã.

Mesmo assim, Merkel notou que "uma declaração tão forte era necessária, apesar de termos problemas". "Eu disse várias vezes que devemos tomar o destino em nossas mãos na Europa, mas a parceria transatlântica fica para nós".

Mike Pompeo, secretário de Estado dos EUA, também se pronunciou contra a opinião de Macron: "Eu acho que a OTAN permanece sendo [uma aliança] importante, crucialmente importante, possivelmente, a mais importante parceria na história."

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала