Coreia do Norte revela condições para negociar desnuclearização com EUA

© AP Photo / Wong Maye-EMísseis balísticos Nodong de médio alcance desfilam em Pyongyang
Mísseis balísticos Nodong de médio alcance desfilam em Pyongyang - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Pyongyang está pronta para discutir o processo de desnuclearização com Washington depois de EUA renunciarem à sua posição hostil em relação à Coreia do Norte.

Segundo disse neste sábado (26), durante a cúpula do Movimento Não Alinhado, o presidente do Presidium da Assembleia Popular Suprema (APS) da Coreia do Norte, Choe Ryong-hae, a atual situação internacional se parece muito ao início da Guerra Fria e "a situação na península coreana é crítica".

"Estamos perante uma grave crise que deve ser resolvida. Depois de assinar o acordo entre a Coreia do Norte e os EUA, a situação não está melhorando. Os EUA devem abandonar a hostilidade contra a Coreia do Norte, bem como suas provocações militares e políticas," disse Choe.

No início de outubro, a delegação norte-coreana realizou na Suécia negociações oficiais sobre a desnuclearização com a delegação dos EUA, sendo estas as primeiras negociações desde a cúpula de fevereiro de 2019, em Hanói.

Negociações fracassadas

No entanto, os diplomatas norte-coreanos deixaram prematuramente o local da reunião, após o que Kim disse que as negociações com os EUA fracassaram. A Coreia do Norte tem estado envolvida em negociações sobre desnuclearização com os EUA desde 2018.

Kim Jong-un e o presidente dos EUA, Donald Trump, expressaram seu compromisso com a desnuclearização durante as negociações em Singapura em junho de 2019. No entanto, as recentes negociações entre os dois líderes no Vietnã fracassaram devido a desacordos sobre o cancelamento das sanções americanas.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала