11:44 21 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Presidente dos EUA Donald Trump e líder norte-coreano Kim Jong-un durante encontro na zona demilitarizada, 30 de junho de 2019

    Trump diz que negociações com Coreia do Norte continuam mesmo com teste de míssil

    © AP Photo / Susan Walsh
    Mundo
    URL curta
    530
    Nos siga no

    O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta quinta-feira (3) que as negociações com a Coreia do Norte continuarão, apesar do teste de um míssil balístico feito pelo país asiático no dia 2 de setembro.  

    "Eles querem conversar e nós iremos conversar com eles", disse Trump para jornalistas na Casa Branca, segundo publicado pela agência AFP. Foi a primeira declaração pública do republicano após o lançamento, que teria partido de um submarino

    Segundo o governo norte-coreano, o teste significa que o país entrou em uma "nova fase". Negociações entre os dois países estão previstas para ocorrer na semana que vem, em Estocolmo. Apesar da aproximação com os EUA, a tensão entre as duas Coreias ainda é considerada grande. 

    Ao ser perguntando se Pyongyang tinha ido longe demais, Trump limitou-se a dizer: "Vamos ver". 

    Lançamento mais significativo desde início das negociações

    O lançamento é considerado o mais representativo desde que a Coreia do Norte iniciou conversas com os EUA, em 2018. O governo norte-coreano é pressionado pelos americanos a abandonar seu programa de amas nucleares. 

    Segundo analistas, a capacidade do míssil testado, se comprovada, marca um grande avanço no poderio do país. 

    "Avaliamos que era um míssil balístico de pequeno a médio alcance. E eu diria que nós não temos indicação de que foi lançado por um submarino, mas por uma plataforma no mar", afirmou, por sua vez, um porta-voz militar americano, coronel Pat Ryder. 

    No entanto, caso tenha partido de um submarino, o lançamento significa que Pyongyang teria capacidade de acionar mísseis em locais afastados da península da Coreia. A União Europeia considerou a atitude da Coreia do Norte uma ação provocativa. 

    Trump já disse que não vê problemas com testes anteriores realizados pelos norte-coreanos com mísseis de curto alcance. Ele também afirma que continua mantendo boas relações com o líder norte-coreano, Kim Jong-un. 

    Mais:

    Nova cúpula entre Kim e Trump é improvável, diz diplomata norte-coreano
    Venezuela fecha acordos de cooperação com Coreia do Norte
    Mísseis lançados pela Coreia do Norte caem próximo ao Japão, informam autoridades
    EUA exortam Coreia do Norte a 'se abster de provocações' após lançamento de mísseis
    Como e por que Pyongyang poderia iniciar confronto armado com Seul?
    Tags:
    Kim Jong-un, Donald Trump, armas, nuclear, míssil, Coreia do Norte, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar