G7 pode terminar sem comunicado conjunto pela primeira vez desde 1975

© AP Photo / Jesco Denzel/German Federal GovernmentA chanceler federal da Alemanha, Angela Merkel, fala com o presidente dos EUA, Donald Trump, durante a cúpula do G7 no Canadá
A chanceler federal da Alemanha, Angela Merkel, fala com o presidente dos EUA, Donald Trump, durante a cúpula do G7 no Canadá - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A cúpula do G7, que será realizada na França neste final de semana, pode terminar sem um comunicado conjunto devido a grandes lacunas entre os países membros sobre questões comerciais e climáticas.

A informação foi publicada pela emissora japonesa NHK nesta terça-feira (19).

Seria a primeira vez que uma cúpula do G7 terminaria sem um comunicado desde o início das reuniões, em 1975, disse a NHK.

Encontrar um terreno comum entre os aliados tem se tornado cada vez mais difícil na cúpula anual com a postura discrepante dos Estados Unidos em pontos como comércio e meio ambiente. 

O presidente dos EUA, Donald Trump, expressou sua preferência por pactos comerciais bilaterais sobre acordos multilaterais e está lutando em uma longa guerra comercial com a China.

Trump também retirou os Estados Unidos do Acordo de Paris, que tem como objetivo mitigar os efeitos da mudança climática. 

A cúpula será realizada de 24 a 26 de agosto na cidade de Biarritz, no sudoeste da França. O G7 é formado por Estados Unidos, França, Grã-Bretanha, Japão, Alemanha, Itália, Canadá e União Européia.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала