Correspondente da Sputnik no Iêmen desaparece

© REUTERS / Mohamed al-SayaghiSeguidores do movimento Houthi em manifestação de repúdio à interferência estrangeira nos assuntos internos do Iêmen em Sanaa
Seguidores do movimento Houthi em manifestação de repúdio à interferência estrangeira nos assuntos internos do Iêmen em Sanaa - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O correspondente da Sputnik no Iêmen desapareceu após os rebeldes houthis tomarem os estúdios da rede de televisão Yemen Today nesta segunda-feira (4) na capital do país, Sanaa.

Saeeda Ahmed, de 18 anos de idade, a imagem dramática da fome no hospital da cidade portuária de Hodeidah, Iêmen. Segundo a UNICEF, no Iêmen três milhões de pessoas precisam de alimentos e meio milhão de crianças sofrem de desnutrição - Sputnik Brasil
Bloqueio saudita a portos do Iêmen pode acabar com a comida do país em 100 dias
A rede de televisão é do ex-presidente Ali Abdullah Saleh — que foi morto pelos rebeldes hoje. Os houthis cercaram a Yemen Today e cerca de 40 funcionários estão presos no local. Os rebeldes afirmam ter tomado Sanaa.

O correspondente da Sputnik desapareceu há cerca de 24 horas.

O Iêmen está em guerra civil desde 2015. O ex-presidente Ali Abdullah Saleh era apoiado por uma coalizão internacional liderada pela Arábia Saudita, que acusa os rebeldes houthis de obter apoio do Irã. 

O conflito é responsável por uma das piores crises humanitárias do mundo e matou pelo menos 10 mil pessoas.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала