20:04 20 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Rebeldes Houthis armados no Iêmen

    Rebeldes houthis teriam explodido casa do ex-presidente iemenita Saleh

    © AP Photo / Hani Mohammed
    Oriente Médio e África
    URL curta
    292
    Nos siga no

    O presidente iemenita, Abd Rabbuh Mansur Hadi, teria ordenado às forças governamentais para retomarem a capital do país, Sanaa, reportou nesta segunda-feira (4) a agência AFP, citando uma fonte presidencial. Contudo, por enquanto ainda não houve confirmação oficial dos eventos.

    De acordo com a agência Reuters, citando moradores locais, rebeldes houthis teriam explodido a casa do ex-presidente do Iêmen, Ali Abdullah Saleh na capital do país, Sanaa. Porém, ainda não houve confirmação oficial do incidente.

    Enquanto o paradeiro atual de Saleh continua desconhecido, a edição iraniana Al-Alam informa sobre a morte do ex-presidente iemenita. Por sua vez, afiliados do partido de Saleh, Congresso Geral do Povo, desmentiram informações sobre sua morte, qualificando como rumores os comunicados sobre a alegada morte do ex-presidente.

    O ataque teria ocorrido na sequência de seis dias de duros combates na capital do país entre as forças governamentais e os rebeldes houthis.

    Durante seu discurso no sábado (2), descrito pelos houthis como uma "decepção", Saleh anunciou estar pronto para "virar a página" nas relações com a coalizão liderada pela Arábia Saudita, apresentando duas condições.

    A coalizão da Arábia Saudita congratulou-se com a declaração de Saleh e, um dia depois, teria lançado ataques aéreos contra as posições de houthis na cidade.

    Os dados sobre o número de ataques, bem como sobre a quantidade de mortos e feridos não foram divulgados. Contudo, o Comitê Internacional da Cruz Vermelha (ICRC) afirmou nesta segunda-feira (4) que os três hospitais do país reportaram sobre ao menos 125 mortos e 238 feridos registrados nos últimos seis dias.

    A coalizão encabeçada pela Arábia Saudita iniciou uma operação no Iêmen em 2015 a pedido do presidente em exercício do país, Abd Rabbuh Mansur Hadi, depois de os rebeldes houthis se terem aliado ao ex-presidente do Iêmen, Ali Abdullah Saleh.

    Mais:

    Bloqueio saudita a portos do Iêmen pode acabar com a comida do país em 100 dias
    Crise no Golfo: Sauditas usam bombas brasileiras para matar civis no Iêmen, afirma HRW
    Tags:
    confronto, houthis, explosão, Ali Abdullah Saleh, Abd Rabbuh Mansur Hadi, Iêmen, Arábia Saudita
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar