Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

UE garantirá que o acordo nuclear com o Irã será implementado por todas as partes

© AFP 2021 / John ThysA Alta Representante da UE para Política Externa e Segurança, Federica Mogherini
A Alta Representante da UE para Política Externa e Segurança, Federica Mogherini - Sputnik Brasil
Nos siga no
Federica Mogherini, alta representante da UE para a Política Externa e Segurança, destacou que o acordo nuclear com o Irã é o "maior avanço da diplomacia multilateral europeia e internacional".

Ao falar hoje (10) em uma conferência em Samarcanda, Uzbequistão, Federica Mogherini declarou que o acordo "continuará sendo completamente implementado por todas as partes, em todos os seus capítulos".

Boris Johnson se encontra com Paul Ryan em Washington - Sputnik Brasil
Boris Johnson tenta manter EUA no acordo nuclear com Irã

A declaração da alta representante da UE para a Política Externa e Segurança vai no mesmo sentido de seu recente apelo para que todas as partes envolvidas no acordo nuclear iraniano sigam cumprindo o documento.

Mais cedo, o ministro adjunto das Relações Exteriores iraniano, Majid Takht-Ravanchi, tinha afirmado que Teerã não pretende abandonar o acordo nuclear, mas que está se preparando para qualquer cenário.

No entanto, segundo a chefe da diplomacia europeia, apesar das declarações do presidente americano, Donald Trump, contra o acordo, os EUA também devem respeitar o que foi acordado.

Em 31 de outubro de 2017, o presidente norte-americano Donald Trump afirmou que sua administração decidiu não certificar o cumprimento por parte do Irã do acordo nuclear, contudo, não contestou o cumprimento dos termos do JCPOA pelo Irã a nível internacional.

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu - Sputnik Brasil
Israel: nuclearização do Irã é a maior ameaça à paz mundial
O líder dos EUA também ordenou ao Departamento do Tesouro introduzir novas sanções contra o Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica (IRGC) por sua alegada assistência aos grupos terroristas.

De acordo com a chefe da diplomacia europeia, o acordo firmado em 2015 entre Teerã e o chamado grupo do P5+1, formado pela China, Estados Unidos, França, Reino Unido, Rússia e Alemanha, não pode ser renegociado. Ainda segundo Mogherini, Bruxelas está trabalhando com Washington para resolver essa questão.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала