Puigdmemont acusa rei da Espanha de apoiar agressão contra os direitos da Catalunha

© REUTERS / Albert GeaChefe do governo da Catalunha, Carles Puigdemont
Chefe do governo da Catalunha, Carles Puigdemont - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O chefe do governo da Catalunha, Carles Puigdmemont, declarou neste sábado (21) que a política agressiva de limitar os direitos da comunidade autônoma é realizada com o apoio do rei espanhol Felipe IV.

Anteriormente, o primeiro-ministro espanhol, Mariano Rahoy, disse que o governo decidiu aplicar o artigo 155 da Constituição para dissolver a administração catalã e anunciar novas eleições para o parlamento regional. Estas medidas devem agora ser aprovadas pelo Senado da Espanha. A reunião está prevista para ser realizada em 27 de outubro.

Milhares de manifestantes caminham atrás de uma bandeira em que se lê Votar para decidir Democracia, Catalunha, estamos com você, durante uma marcha organizada pela organização de independência pro-basca. - Sputnik Brasil
Catalunha acusa governo espanhol de aplicar 'golpe de Estado'
"Não é a primeira vez que as instituições catalãs sofrem ataques do Estado com o apoio do rei, para enfraquecê-las, desorientá-las ou reprimir diretamente", disse Puigdmemont.

O primeiro-ministro espanhol, Mariano Rojoy, decidiu dissolver o parlamento e antecipar as eleições da Catalunha, agravando a crise na região

"Cada vez que os catalães superaram os atos de agressão, reconhecendo que estes escondem a incapacidade do Estado em decisões políticas, e, dessa forma, [os catalães] se tornaram mais fortes e decididos, lutando em mais alto nível pela sua independência", declarou Puidgemont. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала