Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Ancara decepcionada com ausência de solidariedade por parte da UE

© AFP 2021 / ADEM ALTANParlamento da Turquia durante uma votação, Ancara, 30 de novembro de 2015
Parlamento da Turquia durante uma votação, Ancara, 30 de novembro de 2015 - Sputnik Brasil
Nos siga no
Ancara se sente decepcionada pela posição mantida pela União Europeia, depois da tentativa de golpe militar na Turquia, porque esperava mais solidariedade, declarou o ministro turco para os Assuntos da UE, Omer Celik, na reunião com os chanceleres da União Europeia.

"Após a tentativa de golpe não vimos a solidariedade esperada da União Europeia, assim eu disse claramente que o Governo está decepcionado", disse Celik ao comentar perante os jornalistas os resultados dessa reunião.

Recep Tayyip Erdoğan - Sputnik Brasil
Europa entende que está perdendo a Turquia devido a seus próprios erros
Ele também disse que não cabe esperar uma modificação da legislação antiterrorista turca, no que a UE insiste e vincula com isso a suspensão do regime de vistos com a Turquia.

De acordo com Celik, a Turquia continuará cumprindo os acordos assumidos em matéria de migração, especialmente considerando as razões humanitárias, mas não aceitará novas condições enquanto a UE não anule o regime de vistos.

A Turquia viveu, na noite de 15 de julho, uma tentativa de golpe militar que causou 290 mortos e mais de 1.400 feridos.

Golpe militar na Turquia - Sputnik Brasil
Número de detidos na Turquia durante tentativa de golpe supera 1.500 pessoas
Nos dias seguintes foram detidos ou suspensos em todo o país dezenas de milhares de militares, policiais, juízes, funcionários públicos e professores, as autoridades do país começaram a falar sobre a possibilidade de restaurar a pena capital.

Os países ocidentais criticaram as ações da Turquia quando souberam das prisões em massa, e qualificaram como inaceitáveis muitas das decisões tomadas pelas autoridades turcas. A UE declarou que, caso a Turquia decida retomar a prática da pena de morte, ela não poderá pretender ser membro da União Europeia.

Ao comentar este ponto aos jornalistas, Celik afirmou que o restabelecimento da pena de morte não figura na agenda do parlamento turco.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала