19:22 07 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Sociedade
    URL curta
    280
    Nos siga no

    Para se proteger do coronavírus, muitos estão recorrendo a máscaras descartáveis. Em alguns lugares, seu uso já é mandatório. Mas elas serão realmente úteis na proteção contra o vírus?

    Para se proteger do coronavírus, muitos estão recorrendo a máscaras descartáveis. Em alguns lugares, seu uso já é mandatório. Mas elas serão realmente úteis na proteção contra o vírus?

    Até há poucas semanas, as máscaras cirúrgicas raramente eram usadas fora dos hospitais e clínicas. Agora, esse simples protetor da área da boca e do nariz é visto com cada vez mais frequência nas ruas.

    O uso da máscara por médicos e enfermeiros protege principalmente o paciente, que durante um procedimento pode ser infectado por germes caso o profissional de saúde espirre, por exemplo. Nesse caso, as gotículas de saliva e água ficam presas na máscara.

    Pessoas se protegem com máscaras no parque Ritan, em Pequim, na China (foto de arquivo)
    © AP Photo / Andy Wong
    Pessoas se protegem com máscaras no parque Ritan, em Pequim, na China (foto de arquivo)

    A máscara, no entanto, só consegue absorver os patógenos se for trocada regularmente. Caso a máscara seja usada por períodos prolongados, ela perderá a eficácia.

    Qual o grau de proteção que a máscara oferece?

    As máscaras auxiliam, sim, na proteção contra infecções, mas de uma maneira limitada. No caso da proteção contra vírus, que geralmente entram no nosso corpo pela boca ou pelos olhos, a higiene das mãos tem um papel muito mais fundamental.

    A proteção da máscara será mais eficaz caso seja acompanhada do uso de óculos de proteção. Da mesma maneira que a máscara atua como um constante lembrete de não coçar o nariz ou a boca, os óculos irão prevenir que você toque os olhos com frequência, diminuindo a probabilidade de contaminação.

    Use a máscara correta

    Apesar da eficácia parcial das máscaras cirúrgicas, o uso de máscaras mais elaboradas pode diminuir bastante a chance de contaminação.

    Máscaras usadas para proteger-se de aerossóis, produzidas com celulose prensada e com válvula de expiração, são mais eficazes, reportou o DW.

    Mulher usa máscara de proteção em ônibus, na capital chinesa Pequim (foto de arquivo)
    © AP Photo / Andy Wong
    Mulher usa máscara de proteção em ônibus, na capital chinesa Pequim (foto de arquivo)

    O design dessas máscaras também aumenta o grau de proteção não só contra o coronavírus, mas também contra patógenos altamente contagiosos, como sarampo ou a tuberculose.

    Máscaras em falta

    Além da eficácia limitada das máscaras cirúrgicas, elas podem desaparecer rapidamente das prateleiras em caso de aumento brusco na demanda.

    Nesta sexta-feira (7), a Organização Mundial da Saúde (OMS) alertou para a possibilidade de falta de equipamentos de proteção individual. No Brasil, a escassez do produto foi reportada em São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília.

    Outro desafio é impedir que o preço das máscaras aumente significativamente, em função do aumento da demanda. De acordo com o canal 9Now, as farmácias na Austrália estão cobrando cerca de U$133,00 (cerca de R$ 574,00) por pacote de máscaras, o que lhes garante lucro de cerca de U$126,00 (cerca de R$ 534,00).

    Homem em Hong Kong usa garrafa plástica como máscara para se proteger do coronavírus
    © AFP 2020 / Antony Wallace
    Homem em Hong Kong usa garrafa plástica como máscara para se proteger do coronavírus

    Na Rússia, o presidente Vladimir Putin alertou que o Estado tomará medidas contra farmácias e distribuidoras que aproveitem o momento de crise para elevar o preço de equipamentos de proteção e medicamentos necessários para conter a propagação do coronavírus.

    Lava uma, lava outra

    Apesar de as máscaras e óculos poderem ser úteis em momentos de crise, seu efeito é muito baixo caso níveis básicos de higiene forem negligenciados.

    Lavar as mãos é, nesse caso, essencial para se proteger a si mesmo e ao próximo. Manter as mãos limpas ao chegar em casa após usar o transporte público, ou mesmo usar o computador no trabalho, é fundamental para diminuir os riscos de contaminação.

    Mais:

    Pangolim é apontado como possível hospedeiro intermediário do coronavírus
    China destina mais de R$ 44 bilhões para combater a propagação do coronavírus
    Primeiro homem a pegar coronavírus no Japão recebe alta do hospital
    Tags:
    limpeza, aperto de mãos, máscara
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar