14:56 25 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Mulher coloca vela em frente a Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano, Grande São Paulo, palco do atentado que deixou 10 pessoas mortas

    Ministro da Educação propõe modelo cívico-militar em escola de Suzano

    © REUTERS / Amanda Perobelli
    Sociedade
    URL curta
    415

    O ministro da Educação, Ricardo Vélez, vai propor implantação do modelo cívico-militar na Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano (SP), onde, na semana passada, dois ex-alunos atiraram e mataram estudantes e funcionários.

    Durante o tiroteio, dez pessoas morreram e ficaram 11 feridas. Em sua conta no Twitter, o ministro disse que pretende se reunir com o prefeito da cidade, Rodrigo Ashiuchi, na segunda-feira, para estudar a viabilidade do modelo cívico-militar.

    "Como um alento à comunidade escolar de Suzano, Raul Brasil, informo que o MEC antecipou o repasse anual do PDDE. Segunda-feira [25], me encontrarei com o prefeito, Rodrigo Ashiuchi, para estudarmos a viabilidade do modelo cívico-militar na escola", disse o ministro pela rede social. 

    A escola Raul Brasil foi reaberta esta semana, mas as aulas ainda não foram retomadas. Equipes do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) da Prefeitura, psicólogos da Secretaria de Educação do Estado de São Paulo (Seduc-SP), Universidade de São Paulo (USP), entre outras instituições oferecem atendimento psicossocial especializado para funcionários, alunos e familiares. 

    As escolas cívico-militares contam com uma gestão compartilhada entre sociedade civil e militares. Hoje em dia existem cerca de 120 escolas em 17 estados do país com o modelo. 

    Aumentar o número de escolas cívico-militares no país é uma das prioridades do MEC. O ministério, no entanto ainda não apresentou um proposta detalhada para a realização dessa meta. 

    A Secretaria de Estado de Educação de São Paulo, esclareceu que a Escola Estadual Professor Raul Brasil pertence à rede estadual, ficando, portanto, a cargo do governo do estado e não da prefeitura a opção pelo modelo, informou Agência Brasil. 

    Mais:

    MEC cria comissão para revisar questões do Enem 2019 e 'verificar pertinência'
    Especialista da OCDE: Brasil precisa focar mais nos professores para transformar educação
    Anunciada em pleno Carnaval, Lava Jato da Educação está dividindo população brasileira
    Ministro da Educação de Bolsonaro disse que golpe de 1964 deve ser comemorado
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar