- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Hino Nacional nas escolas ecoa no Twitter com o lado falho da iniciativa do MEC

© AP Photo / Eraldo PeresBandeira do Brasil vista em 9 de junho de 2017 em Brasília
Bandeira do Brasil vista em 9 de junho de 2017 em Brasília - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Na segunda-feira (25), escolas de todo o Brasil receberam carta do MEC com recomendações de que o Hino Nacional fosse ecoado e filmado, com crianças repetindo slogan de Bolsonaro. Nem todo mundo gostou da ideia e muita gente expôs problemas na educação com maior necessidade de serem resolvidos.

Além de filmar o Hino Nacional sendo ecoado, o ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, foi um pouco mais adiante e pediu para que o slogan de Bolsonaro fosse repetido pelas crianças: "Brasil acima de tudo. Deus acima de todos!"

Não só as crianças entrariam na fila do hino, mas também "professores e demais funcionários da escola diante da bandeira do Brasil", de acordo com a carta enviada pelo ministro da Educação, que solicita que um representante da escola envie por e-mail trechos curtos da leitura da carta e da execução do hino.

Mesmo sendo ilegal filmar crianças sem permissão de responsáveis e propagar filmagens de menores, há quem apoie a ideia do MEC, adicionando imagem no estilo de arte clássica de uma família em um monte brasileiro e com a bandeira nacional na mão.

​"O problema nunca foi cantar o Hino Nacional", escreve internauta que relembra a doutrinação da época de Getúlio Vargas.

​Não tem transporte escolar? Está sem merenda? Melhor cantar o hino.

​Se forem filmar então podem dar um close no samba.

​Imagem que expõe o que está faltando.

​Como cantar assim?

​Com mais de 10,2 mil comentários até a publicação desta matéria, a hashtag #HinoNacionalNasEscolas continua crescendo no Twitter e a indignação de brasileiros é sentida.

Mesmo o MEC tendo dito que se trata de um "pedido de cumprimento voluntário", a ministra Damares Alves, responsável por outro ministério, retrucou que a execução do hino é "obrigatória" para "restaurar no Brasil o patriotismo". O que nos resta é esperar as próximas iniciativas do governo Bolsonaro.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала