00:45 23 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Rússia
    URL curta
    132917
    Nos siga no

    O estudante que abriu fogo na universidade foi detido pelas autoridades policiais. Segundo informações há seis mortos e vários feridos, informa o Ministério do Interior.

    Segundo dados atualizados do Ministério da Saúde, na sequência do tiroteio na Universidade Estatal de Perm foram mortas seis pessoas e 24 ficaram feridas, estando a receber assistência médica.

    Antes, o serviço de imprensa do Ministério da Saúde informou que o tiroteio tinha provocado oito mortos e 28 feridos, 19 dos quais com ferimentos de arma de fogo.

    No início do dia, a representante do Comitê de Investigação da Rússia, Svetlana Petrenko, havia informado sobre cinco mortos e seis feridos na sequência do ataque.

    "A identidade do suspeito foi estabelecida. Ele foi ferido durante a operação de detenção por resistir à captura. Está sendo coletada informação sobre o indivíduo e determinadas todas as circunstâncias da ocorrência", disse Petrenko.

    "Esta manhã, a delegacia recebeu informação de serem ouvidos disparos no recinto da Universidade Estatal de Pesquisa de Perm. De acordo com informações preliminares, há mortos e feridos […]. Durante a operação, o atirador foi detido pela polícia", avança comunicado.

    Nas redes foram divulgados vídeos do suposto atirador e de pessoas saltando das janelas para se salvar.

    No início, as autoridades da universidade informaram sobre 4 feridos na sequência do tiroteio no estabelecimento do ensino.

    "Por volta das 11h00, (05h00 em Brasília) um indivíduo não identificado entrou no campus da Universidade de Perm com uma arma, abrindo fogo no exterior. Há vítimas", informa o comunicado da universidade nas redes sociais.

    "Todos os serviços da cidade e da universidade foram colocados em alerta. Informações adicionais serão divulgadas", acrescenta o comunicado.

    Reações na Rússia e ao redor do mundo

    Dmitry Peskov, porta-voz do Kremlin, observou que cabe às autoridades policiais dar uma avaliação do sucedido e que é bastante provável que o atirador apresente algum tipo de problemas mentais. Há que esclarecer e compreender as razões, disse ele.

    O governo da Alemanha expressou suas condolências pelos acontecimentos na universidade russa. Em comunicado, as autoridades alemãs afirmaram ter ficado chocadas com o acorrido. Além disso, o prefeito da cidade francesa de Nice manifestou sua solidariedade com a Rússia após a tragédia de Perm.

    O presidente da Sérvia também expressou suas condolências pelos acontecimentos em Perm. A Embaixada da Índia na Rússia expressou condolências pelas mortes na universidade russa.

    Mais:

    Pelo menos 9 pessoas morrem em tiroteio em escola na cidade russa de Kazan (FOTOS, VÍDEOS)
    Tiroteio em Washington provoca morte de 1 criança e faz 5 feridos
    Instagram vira plataforma de comércio de armas e guerra de gangues nos EUA, revela agente
    Tags:
    tiroteio, Rússia, universidade, polícia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar